Cidades históricas

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Por Clarissa Justino:

Tiradentes e São João Del Rei

Mudei pra São João del Rei há 3 anos, e desde que conheci a cidade me encantei. Como Tiradentes é bem pertinho ( 15 minutos de carro) passei a frequentar bastante a cidade também, portanto acho que conheço o suficiente de cada uma para mostrar pra vocês o que estas cidades oferecem e porque vale a pena conhecê-las:

TIRADENTES/ MG

tiradentes 4

Com cerca de 6 mil habitantes a charmosa cidade de Tiradentes encanta por ser manter praticamente intacta com o passar dos anos: os casarões conservados e a ausência de postes e fiações ( a rede elétrica é subterrânea) juntamente ao ar de magia que circunda a cidade chega a nos trazer a sensação de que estamos chegando a uma cidade que parou no tempo.

O calendário cultural da cidade que oferece uma programação intensa durante praticamente o ano inteiro também é um atrativo para os turistas que chegam de todas as partes do mundo.

tiradentes 7

Em um passeio a Tiradentes não se esqueça de:

– Fazer um passeio em uma das muitas charretes que ficam ‘estacionadas’ perto da praça.

– Visitar o Chafariz São José, construído pela câmara municipal da cidade e considerado o mais belo chafariz de Minas. Em época de maior movimento na cidade como no festival de cinema sempre rolam umas rodinhas de violão no chafariz…

– Lembrem-se de sempre perguntar o preço das coisas. Alguns ‘comerciantes maldosos’ costumam mudar os preços quando percebem que se trata de um turista, cobrando ‘de acordo com a cara da pessoa’. Também não se esqueçam de perguntar se o estabelecimento aceita cartão de crédito ou débito , caso queiram usá-lo. Alguns pequenos comércios ainda não aceitam.

– Visitar a igreja matriz de Santo Antônio, na minha opinião a igreja mais bonita da cidade. Tem a ornamentação de sua fachada e sua planta assinadas por Aleijadinho.Além disso é decorada com lindas pinturas e seu altar é todo revestido em ouro.

– Passar em pelo menos uma das chocolaterias da cidade… e experimentar o choconhaque.

Onde comer:

– O restaurante divino sabor (Rua Ministro Gabriel Passos, 300-centro) oferece comida a quilo, bem saborosa e a um preço acessível.

Quando ir:

– Janeiro- na segunda quinzena do mês acontece a Mostra de Cinema de Tiradentes; são nove dias de programação gratuita, que conta com oficinas, exibição e lançamento de curtas e longas, além da presença de atores e diretores consagrados.

– Junho- dos dias 25 a 29 do mês acontece o já tradicional Festival de Motos Clássicas. O Tiradentes Bike Fest reúne cerca de 3 mil motociclistas além de milhares de turistas e moradores locais.

– Agosto- Quem visita Tiradentes nesse mês pode conferir o Festival Gastronômico de Tiradentes. Vários eventos ocorrem simultaneamente em toda a cidade; festins,almoços, jantares e exposições, sob o comando de chefs nacionais e internacionais .Pra quem quer botar a mão na massa e aprender sobre gastronomia o festival oferece cursos e workshops.

SÃO JOÃO DEL REI/ MG

sao joao 1

Bem maior que a vizinha Tiradentes, São João tem aproximadamente 75 mil habitantes. Alheio ao resto da cidade o centro histórico da cidade parece um cenário cinematográfico, aliás a cidade já serviu de cenário para minisséries, novelas e filmes. Atualmente está sendo rodado na cidade o filme “Uma professora muito maluquinha”, de Ziraldo. A cidade foi escolhida como cenário justamente por sua arquitetura antiga que se assemelha aos casarios dos anos 40, época em que se passa a trama.

Entre as personalidades da cidade estão o inconfidente Tiradentes, o escritor Otto Lara Resende e Tancredo Neves.

sao joao 8

Sobre São João del Rei:

– Como moradora do centro histórico conheço bem suas particularidades: a cada esquina virada você avista uma igreja de arquitetura barroca, se você olhar a cidade do alto observará muiitas torres de igreja concentradas no centro. Por isso é praticamente impossível deixar a cidade sem conhecer pelo menos algumas delas. As mais famosas são: Igreja de São Francisco de Assis, Igreja N.S. das Mercês e Igreja N.S. do Carmo, todas com arquitetura e decoração muito ricas em detalhes.

– Os paralelepípedos sanjoanenses dificultam ainda mais a tarefa de andar sob salto alto (aliás a longo prazo as ruas da cidade acabam com os sapatos das moradoras).Por isso abandone o salto e não esqueça o tênis.

– Se não estiver de carro, ou se não pretende sair de carro todos os dias opte por se hospedar no centro histórico, onde tudo é perto.

– Mas se tiver sono leve esteja preparada para acordar com os sinos da igreja, que soam mesmo durante a madrugada.

– Se for ficar bastante tempo aproveite para conhecer alguma das muitas cachoeiras da cidade; a do véu da noiva, a Cachoeira Sete Metros e a Cachoeira do Bom Despacho estão entre as mais visitadas.

– Também vale a pena visitar a Gruta da Casa de Pedra- Ela existe há cerca de 1,6 bilhões de anos , foi esculpida na época em que a região era totalmente mar, encontra-se na Br-265, entre São João del-Rei e Tiradentes.Hoje é visitada por amantes do ecoturismo e esportes radicais como rappel, oferece visitas monitoradas.

– Quem gosta de passeios ecológicos não pode deixar de fazer um desses passeios: Caminhadas pela Serra do Lenheiro em São João del Rei ou pela Serra de São José em Tiradentes.

– Durante o fim da tarde e o começo da noite um dos lugares mais frequentados é o “Calçadão da kibon”, que fica no centro histórico e é cheio de barzinhos. Indico o Del Rei Café ( Avenida Tiradentes, 553) que é um restaurante-choperia-confeitaria, que de vez em quando tem música ao vivo, e serve sobremesas deliciosas.

– Algumas igrejas sanjoanenses ainda conservam um cemitério nos fundos, um deles é o da Igreja São Franciso e é especialmente famoso e visitado pois nele estão enterrados Tancredo Neves, sua esposa e outros membros da família Neves. Outro ponto muito visitado é o Memorial Tancredo Neves.

– Outros pontos turísticos importantes: Museu de Estanho, Casa de Bárbara Heliodora, Museu Ferroviário e o belo Teatro Municipal.

Não deixe de:

– Andar de Maria Fumaça. Essa eu conheço bem, porque moro em frente à estação ferroviária e todo final de semana não consigo dormir até tarde porque acordo com o apito da maria fumaça… As locomotivas são do século XX e fazem o trajeto São João del Rei- Tiradentes, dura cerca de 30 minutos. A paisagem observada durante o trajeto é belíssima.

– Ir à um dos vários barzinhos do Largo São Francisco, que costumam ser movimentadíssimos. E a vista é maravilhosa.

Quando ir:

– Fevereiro- Em fevereiro tem carnaval… e o daqui é bem famoso. Faz algum tempo que proibiram funk, axé e hip-hop por isso a maior atração do carnaval são os blocos, alguns muito tradicionais como a bandalheira, o lesma lerda e copo sujo

– Março – Em março tem a Semana Santa, que preserva tradições centenárias. A decoração das ruas é linda graças aos tapetes de rua confeccionados pelos moradores.

– Julho- Em julho acontece o Inverno Cultural, que é promovido pela UFSJ, são duas semanas repletas de oficinas, exposições, mostras ,teatro e shows. A maioria gratuitos, somente os shows maiores são cobrados, e mesmo assim são baratos. Se for visitar a cidade nesse período esteja preparada pois a cidade é gelada.

– Dezembro- Mês das comemorações do aniversário da cidade, e também quando a cidade está mais bonita, por causa da decoração natalina que é caprichada.

sao joao 2

Pra sair a noite:

– Pras meninas que gostam da night eu indico o São Jorge bar divertido ( Rua Dr. Balbino da Cunha, 18- centro. Pertinho do famoso calçadão da kibon.) que recentemente passou por reformas. O ambiente é super agradável e a música boa é garantida, sempre tem uma banda legal, geralmente cover de alguma banda de rock. Outra opção, é a ‘domo video pub’, que fica bem pertinho ( Praça dos expedicionários, 47).

É isso aí girls, espero que gostem e façam uso das dicas!

Beijos!

Créditos:

www.tiradentes.mg.gov.br

– Divulgação do Inverno Cultural de São João del Rei (http://picasaweb.google.com/invernoculturalufsj)

 

 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/cidades-historicas/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
7 Comentários

Tags:

DIY – Esmalte verde água

Por Marie Victorino / marie@gwsmag.com

chanel jade

Meninaaaas!! Estava eu navegando por essa terra de ninguém que é a internet e achei isso aqui no blog Just Lia.

Aí no outro dia fui na farmácia comprar xarope e lembrei! hehehe, mas eu só lembrava da cor certa do verde e acabei comprando o branco errado! A sorte é que eu tinha um outro em casa que é bem branco tbm e serviu!

Então… só pra incrementar o post que me ensinou… tem que ser um branco BEM branco tipo o que ela usou ou o “Bianco puríssimo” da Risqué (o que eu usei). Eu me enrolei e acabei desperdiçando um pouco e não consegui chegar na cor pq faltou branco! Então o macete é vc ir jogando o verde dentro do branco aos poucos e misturar bem até chegar lá!

green2

Enfim, o meu não ficou exatamento o “Chanel Jade”, mas ficou bonito tbm, né?! E não sei se foi pq eu misturei marcas ou se pq as duas cores são muito encorpadas, mas ficou meio “elástico”, sabem? Tem que passar duas camadas, então fica grosso e acho que não vai durar muito tempo na unha! Mas mesmo assim eu gostei!

Aqui um quadrinho com as três cores pra vcs compararem. Eu ainda prefiro o original, mas o da Lia tbm ficou muito lindo e por último o meu! Mas se o Chanel chegar aqui muito caro eu vou me aperfeiçoar, hehehe!

comparacao


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/quick-tips-esmalte/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
11 Comentários

Tags:

DIY – Enfeite de cabelo

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

diy

Por Cynthia M. S.

# Materiais:

image006

#Como Fazer:

Escolha um tecido estampado de sua preferência. Opte por tecido plano, esses que não esticam, pois não corre o risco de ficar enrugado. O feltro servirá para a base. Custa baratinho e pode ser encontrado em qualquer armarinho. Separe um pedaço de acordo com o tamanho da figura que irá escolher. O tic-tac pode ser grande ou pequeno. Use o que você tiver em casa. As lantejoulas servirão para bordar por cima. Isso fica a seu critério, se gostar, é só separar algumas pedrinhas ou lantejoulas para colocar no seu enfeite.

1

Após escolher a figura do seu tecido, recorte-a.

2

Passe cola no avesso do tecido e espalhe com o dedo, de forma que fique uniforme e toda a imagem receba cola. Não exagere! Cole no feltro.

3

Prenda com alfinetes para não escorregar. Isso facilitará na hora de alinhavar a figura, e a cola quando secar, fará o enfeite ficar mais rígido.

5_1

O alinhavo é feito de forma simples, como mostra a figura. Escolha uma cor de linha que fique harmoniosa com o desenho.

6

Agora é hora de recortar a imagem que está colada e costurada no feltro. Recorte com cuidado, deixando uma margem de mais ou menos 1mm, para que você não corte a linha do alinhavo. Aliás, muito cidado para não cortar a linha do alinhavo!

8

Esse deverá ser o resultado. Passe mais uma demão de cola branca, espalhando com o dedo, ou use um verniz, qualquer coisa que possa finalizar a peça. Nesse caso, usei um verniz spray da acrilex brilho fosco. Espere secar.

8

Depois de seco, é hora de bordar e fazer as aplicações, se foi da sua escolha. Coloque lantejoulas, miçangas, canutilhos, pedrinhas, enfim, o que você tiver .

9

Costure o tic-tac no avesso da peça, conforme mostra a figura. Costure toda a sua volta para que não fique nenhum pedaço sem costurar. Tome o cuidado tambem de fazer pontos que passe pelo feltro. Se conseguir, isso fará com que o lado direito da peça não tenha costura visível. Se achar que assim fica difícil, antes de aplicar a imagem no feltro, já faça antes mesmo a aplicação do tic-tac.

diy cabelo copy

Está pronto seu enfeite!

Escolha a imagem que mais lhe agrada. Recorte a estampa daquela blusa velha… use a imaginação!


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/diy-enfeite-de-cabelo/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
4 Comentários

Tags:

Autoestima, autoconfiança e responsabilidade

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

54 may ann licudine

Por Helena Martinelli:

O nome desse post não é original. Na verdade, é uma homenagem a um artigo de Hélio Guilhardi, um grande psicólogo e também um dos maiores divulgadores da Análise do Comportamento, que é a linha teórica que eu sigo. Muitas vezes ao entrar no fórum, ou ler posts no nosso blog, me lembro de passagens desse texto…

Só a título de esclarecimento, a autoestima, ou a admiração por si mesmo, segundo esse ponto de vista, não nasce com a gente. Ela é desenvolvida ao longo da nossa vida, à medida em que nossos cuidadores (na maioria das vezes, os pais) expressam reconhecimento por aquilo que fazemos. Também é essencial nesse processo que a afeição não seja simplesmente usada como moeda para premiar o bom comportamento da criança. Ou seja, tão importante quanto dizer “como você está conseguindo ler rápido, filhote”, é chegar em casa, dar aquele abraço gostoso e dizer “estava com saudades”.

Às vezes me dá a impressão de que, aquilo que sobrou pra Stefhany, faltou pra nós, GWS. Porque, vejam bem, se nós fôssemos tão seguras de nós mesmas, não nos preocuparíamos tanto com o que vestimos, o quanto pesamos e, ultimamente, como escrevemos. O próprio fórum é uma pista de que buscamos umas nas outras essa compreensão e aceitação incondicional que, por qualquer motivo, nos faltou nos primeiros anos de vida.

Não estou culpando nossos pais. Eles são humanos e, como nós, não tiveram uma criação perfeita. A maior parte deles fez o que pode e, pelo que vejo por aqui, conseguiu ótimos resultados. Cabe a nós tentar melhorar. E não é segredo pra ninguém que o primeiro passo para tudo na vida é tentar.

E aí? Que tal colocar no papel aquela matéria, ou paquerar uns estranhos? Como disse Dona Clarice, tudo no mundo começou com um sim.


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/auto-estima-auto-confianca-e-responsabilidade/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
5 Comentários

Tags:

12