(Mais) 4 garotas nem gordas nem magras para seguir no instagram!

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Um dos maiores sucessos aqui do blog, continua sendo o post “Nem gorda, nem magra” (um texto que quase não postei! Acreditam?) em que eu desabafei um pouco sobre a minha vida e um monte de garota se identificou e inspirou até post no Buzzfeed! Depois que postei, percebi que muita menina que se identificava com o perfil, assim como eu, encontrava pouca gente para se inspirar na mídia. Eu sou a loka do instagram e fuxico muito atrás de perfis que inspiram não só minha autoestima, mas minha vida como um todo. Com isso, percebi que podia ajudar vocês a encontrar inspiração por lá também. Foi assim que comecei a fazer listas de meninas incríveis para seguir! Aliás, só dar uma olhada na nossa tag redes sociais que você vai encontrar muita gente legal pra dar seu follow. Já fiz todo tipo de lista: Gente como a gente, plus size, nem gorda nem magra… Dá ‘um confere’ se você quer dar uma renovada no seu feed.

Antes que alguém crie polêmica com o termo “nem gorda, nem magra”, foi uma coisa que eu criei somente para contar minha história e como eu me sentia. Como muita gente se identificou e entendeu o que eu estava falando, assumi o “termo” para falar sobre esse tema aqui mais vezes. Se você quer entender melhor, leia o texto: Nem gorda, nem magra.

Voltando ao post, eu já fiz um 4 garotas lindas, estilosas e nem gorda nem magras para seguir no instagram! Mas como encontrei novas musas, achei que era válido uma segunda edição. Olha só:

gws-meninas-para-seguir-no-instagram-barbie-ferreira

– Barbie Ferreira 

Ela tem só 19 anos, é americana e tem 234 mil seguidores no Instagram! Ela é modelo e acabou de ser a estrela da campanha da grife de moda praia American Eagle. Gente, o quanto essa menina é musa? Olha essa boca! Olha essa sobrancelha! Olha essa cintura!

Manda mais Barbie que tá pouco.

gws-meninas-para-seguir-no-instagram-Denise-Bidot

– Denise Bidot

Toda vez que entro no insta da Denise me pergunto por que ela não posta mais foto de look! Ela tem um estilo incrível, é super linda e mega engajada na campanha da autoestima feminina. Tem muita foto das filhas dela, que são fofas, mas queria mais Denise!  Sigam e se apaixonem também.

gws-meninas-para-seguir-no-instagram-Catherine-Li

– Catherine Li

Sei lá gente, o que dizer? Acho ela super mega sexy. E adoro como ela faz bastante selfie! Aliás, altas ideias de make porque ela arrasa. Me identifico demais com o estilo dela que é meio esportivo, meio sexy, meio básico. Só faltou o meio rock’n’roll. Até a lingerie a gente usa a mesma! Brincadeiras a parte, Catherine é linda, gata, muita inspiração! Segue aí.

gws-meninas-para-seguir-no-instagram-Hunter-McGrady

– Hunter McGrady

Geralmente, as mulheres mais encorpadas tem bundas e coxa grande. O que gosto na Hunter e me identifico é que ela na verdade mostra um outro tipo de estrutura, é mais grandona, tem o braço mais roliço e é larga. E essa barriga maravilhosa dessa mulher gente?

E fica a dica extra e bem mais humilde, mas né? O que vale é a intenção. #EUZINHA hahaha! Sempre que posso, posto looks no meu instagram pessoal (@NutaGWS) ou no do GWS (@girlswstyle) segue lá!

– ♥ —

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2

 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/mais-4-garotas-nem-magras-para-seguir-no-instagram/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Não é fácil ter autoestima, amor próprio e ser você mesma.

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

O GWS bate na tecla do seja você mesma, se ame, tenha autoestima, desde sempre. E a gente sabe que de um tempo pra cá, a grande mídia resolveu também abraçar esse discurso. Mas a gente bem sabe, que no fundo, pouca coisa mudou na mídia, na televisão, no cinema… A revista faz uma capa especial sobre autoestima, coloca todos os tipos de beleza em uma edição, mas na próxima você continua vendo o  mesmo perfil ganhando as páginas. A garota gorda continua sem ser protagonista de filme, a não ser que o foco da história seja sobre o peso dela ou claro, ela seja engraçada. A negra na novela, continua no morro ou sendo empregada.

gws-autoestima1

Na vida real também não é muito diferente. E eu posso falar sobre as minhas próprias experiencias. Sou uma pessoa cercada de “criativos” conhecidos e amigos que são fotógrafos, maquiadores, produtores… A lista é gigante. Pessoas que sempre elogiam o GWS, elogiam a bandeira que a gente levanta e comemoram cada pequena mudança que aparece pela mídia. Mas na vida real poucas vezes vejo eles, esses próprio que dizem também acreditar no fim dos padrões de beleza, colocando alguém realmente fora do padrão em seus trabalhos quando eles tem poder pra isso.

No final, vejo sempre a mesma galerinha sendo fotografada e sendo a cara “cool” de qualquer campanha, fotografia ou vídeo. E claro, essa mesma galerinha se encaixa perfeitamente no padrão. É um discurso muito fácil de pregar, mas parece que ainda é bem difícil da gente ver de fato, na prática até mesmo por essa nova geração, que diz levantar a bandeira. No círculo íntimo, isso não é diferente. Sua mãe dá like naquele post sobre autoestima, mas é a primeira a falar que você tem que emagrecer ou mudar seu cabelo. Suas amigas dizem: “Você é linda MESMO sendo gordinha”, como se fosse um incrível elogio… Outra coisa que sempre me incomoda é quando alguém comenta em alguma foto minha usando cropped ou biquíni e diz que “admira a minha coragem”. Obviamente, também acreditando ser um incrível elogio. Coragem? Eu preciso ter coragem para usar roupas que eu gosto? Para ir para praia? O quanto insano é esse pensamento?

Toda vez que alguém diz que “você é bonita, apesar de” (insira aqui gorda, nariz grande, cabelo afro, pouco feminina…), toda a vez que alguém te chama de corajosa por usar um biquíni, toda vez que você acha que a mídia mudou, abre a revista ou liga a TV e vê que aquela campanha “real beleza” foi só uma campanha mesmo e que na prática tudo tá igual, eu digo que acontece o efeito rebote. Porque você por uns instantes, acreditou que a coisa ia mudar e percebe que não, que pouca coisa de fato, mudou. Percebe que as pessoas FALAM muito, mas que na hora da prática, repetem os mesmos padrões. E aí bate um desanimo ainda maior do que antes e a gente volta a se questionar se deveria mesmo tá usando aquela blusa, se na verdade sua amiga tá te achando ridícula, que seu namorado vai te achar patética se você colocar aquela lingerie.

O que eu quero dizer com esse post é que o tempo todo, todo dia você com certeza vai ver ou ouvir algo que vai abalar sua autoestima. Quando eu falo de ter amor próprio, eu não digo ter uma confiança inabalável. Ser confiante o tempo todo, se amar 24 horas por dia é impossível. É uma mentira. Nunca se sentir abalada, magoada ou feia em frente ao espelho é uma utopia. Não é fácil ser você mesma e se amar quando todo dia de alguma forma direta ou indiretamente, alguém ou alguma coisa vai te mandar a mensagem que tem algo errado com você.

Sempre quando escuto alguém dizer que “admira minha autoestima e confiança”, no fundo, acho graça. Porque eu sou a pessoa mais insegura do mundo. A única ficha que me caiu é que a única pessoa que eu posso ser na vida, sou eu mesma. E que a gente só tem uma vida pra viver. Toda vez que eu sinto vergonha de ir para a praia com os amigos, eu penso que eu nunca mais vou ter esse dia de volta. Que a vida é feita de momentos e eu quero viver intensamente todos! Mergulhar no mar quando eu sentir vontade de mergulhar, mandar uma foto pro meu namorado quando eu sentir vontade de mandar e usar blusa curta, calça justa e o que eu mais quiser porque essa é a MINHA vida e no final das contas, se eu não usar ou fizer o que eu realmente queria, somente eu vou ficar triste e frustrada. A vida das pessoas que me julgaram, seguirá normalmente e somente eu vou sofrer as consequências.

gws-aspas-autoestimaEu costumo a dizer que na vida ninguém “É” nada. Nós sempre “ESTAMOS” algo. Tudo pode mudar do dia pra noite. A jovem envelhece, a magra engorda, a saudável fica doente e vice versa e a vida segue. Quando você compreende que nada nessa vida aqui é pra sempre, você entende a necessidade de se amar e se curtir, não importa como. Se a sua autoestima e confiança dependerem da opinião dos outros ou de estar dentro de algum padrão, você provavelmente, nunca as terá.

Você pode sentir vontade de emagrecer, engordar, fazer plástica, alisar o cabelo… O que é cruel com você mesma é você achar que só depois dessas coisas você pode viver, ser feliz ou usar ou fazer algo. Lembre-se sempre, que se amar é algo de dentro pra fora, não o contrário.Que autoestima é um exercício da mente, diário – não do corpo. E que sim, você vai ter dias bons e ruins nessa trajetória.

Não, não é fácil ser você mesma. Não é fácil se amar. Pratique todo dia, até dominar. Acredite, tudo na sua vida vai mudar para melhor.

— ♥ —

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/nao-e-facil-ter-autoestima-amor-proprio-e-ser-voce-mesma/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
5 Comentários

Tags:

Para decorar seu apartamento ou quarto: Glass Cloche!

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Por Lis Souza:

Glass cloche são cúpulas de vidro inventadas pelos franceses para serem usadas como expositores de objetos preciosos. Além de expor, as cúpulas tem a função de proteger e durante séculos foram usadas para guardar orquídeas raras, relógios antigos e relicários. As primeiras ideias de glass cloche na decoração vem de meados de 1920, uma época muito marcante na arte e na moda. Antes disso, não era comum ver essas cúpulas em casas, somente em laboratórios, casas de joias ou ateliês de floristas e perfumistas. Os alquimistas também usavam muito.

Tudo isso de história para te mostrar como um pequeno objeto consegue imprimir um toque vintage, elegante e um certo ar de encanto em qualquer lugar. O que eu mais gosto nos glass cloches é o ar de nobreza que ele dá aos objetos e o encantamento meio mágico que o domo gera.

gws-decoracao-glass-clouch

Existem diversos formatos e vários tipos de base. Os formatos mais clássicos, são os tubulares com base de madeira, que eram muito usados pelos floristas e perfumistas franceses. Mas hoje em dia existe uma variedade enorme de modelos. Só o vidro, sem a base, o domo decorado, pintado… A lista é enorme. Para quem tem animais e plantinhas, usar um glass cloche como domo é uma boa pra garantir a segurança e vida longa das plantas, porque todo mundo sabe que alguns animais curtem comê-las! Uma violeta em um vasinho florido, com um pouco de verde fica com ares de jardim encantado. As miniatutas de cactus e suculentas são lindas pra colocar em um glass cloche e fáceis de cuidar. Veja nossas dicas de como escolher e usar plantas na decoração de casa.

gws-decoracao-glass-clouch-2

Dá pra incorporar o glass cloche como decoração no centro de mesa e dar um toque especial pra um jantarzinho caseiro, uma festinha com os amigos. Guardando o bolo para o momento especial. Elas também podem dar um charme a mesa do casamento, com flores e suculentas dentro delas ou fazer um terrário. Mas você não precisa se limitar às flores! Objetos como livros, cristais, bibelôs, estatuas de cerâmica ou fotos antigas! O domo protege da ação do tempo e o ar que vai desgastando o papel e dentro do domo isso não acontece tão rapidamente. Luzes pisca pisca, galhos secos, pérolas, rolhas e outros objetos simétricos ficam lindos dentro do glass cloche. Dá até pra brincar com animais em posição de ataque, por exemplo, mas só de plástico ou madeira – por favorzinho, gente! Escolher um canto da casa e colocar o guardião no chão mesmo, vai dar um impacto visual interessante.

Dá pra brincar com as cores, texturas e com as formas dos vidros. Muita inspiração simples de colocar em prática! Como você mais gosta?

– ♥ –

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do que rola no nosso dia a dia, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Lis

 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/para-decorar-seu-apartamento-ou-quarto-glass-cloche/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Desejando muito usar: Sweatpants a calça de moletom com pegada fashion!

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Esse visual não é bem assim, uma novidade. Lá no início dos anos 00, usar calça de moletom em looks sem a menor intenção de serem usados no sofá para relaxar ou para praticar exercícios eram super legais. Lembro bem de folhear as revistas e ver todas as modelos no backstage com esse visual e eu olhava e achava mega cool. Inclusive na época, legal era o tal do high-low, usar sweatpants com uma sandália de salto por exemplo.

gws-calca-de-moletom-fashion

Agora que a moda resolveu dar um tempo nas inspirações dos anos 80 e 90 e resolveu se inspirar em algo mais recente, vamos ver muitos looks por aí com as sweatpants, ou seja, a boa e velha calça de moletom. Aliás o caminho da moda na minha opinião tende cada vez mais a ser esse: Peças de modelagem simples, confortáveis, sem estampas, aonde seu lifestyle, vai falar mais alto que roupas elaboradíssimas. Um estilista/cantor/polêmico que já investe nessa ideia é Kanye West e a sempre acertiva, Stella McCartney.

gws-calca-de-moletom-fashion-marcas

Das famosas, Gigi Hadid é praticamente a rainha da calça de moletom como vocês podem observar nesse post. Ela sabe usar de formas incríveis, provando mesmo que a calça não é sinônimo de peça pra ficar em casa. Mas o Klã Kardashian/Jenner também aposta na peça e devo admitir que amo como Kourtney Kardashian usa!

gws-calca-de-moletom-fashion-quem-usa

Assim como a tendência lampshading, não é uma coisa que dá pra investir agora com esse sol do nosso verão, mas já foi pra minha listinha de “tentar no inverno”. Cês curtem? Usam ou querem usar? Me contem!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/desejando-muito-usar-sweatpants-a-calca-de-moletom-com-pegada-fashion/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

12