3 Projetos de financiamento coletivo que vale apoiar!

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Outro dia eu estava conversando com a Marie sobre como o capitalismo está dando sinais claros que não funcionou. Não entendo muito de economia, nem posso afirmar que um dia a estrutura que a gente vive um dia vai mudar, mas uma coisa está muito clara pra mim: A forma que a gente se relaciona com a “compra e venda” e como temos acesso a informação, música, moda, livros, arte está mudando.

Pra começar, há pouco tempo atrás, se você quisesse ler sobre moda ou comportamento, tinha que comprar uma revista. Hoje, você tem online uma variedade absurda de blogs para consumir quanto quiser de informação. Ou se quisesse ouvir músicas da sua banda favorita, tinha que comprar um cd, agora você pode baixar tudo que quiser ou ouvir tudo por streaming. Um tempo atrás, a compra e venda eram as únicas formas de fazer a roda girar. Mas a internet mudou tudo isso e transformou o mundo em um grande escambo. Veja só você, uma “arte” tão usada no início do século 16. Mas dessa vez, o escambo que nada mais é que  troca de mercadorias por trabalho, ou por outras mercadorias foi repaginada. Uma dessas novas formas de “escambo” é sem dúvidas o financiamento coletivo, conhecido universalmente como crowdfunding, que consiste em conseguir grana para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. Aí você ajuda alguém a tirar um projeto do papel e em troca, ganha várias recompensas. “Escambo” do século 21.

Pesquisei alguns projetos que achei interessante que acho que vale a pena a gente ajudar! Confere aí o que tem mais a ver com você:

 Vegetê

A Vegetê já é parceira antiga aqui do GWS! Eles fizeram com a gente o Bazar Day e nós somos apaixonadas pelas comidinhas e por eles que são pessoas absurdamente fofas. Por isso esse é um projeto que a gente apoia MUITO!  Eles fazem delícias veganas desde 2012, trabalhando tanto em eventos e movimentos culturais como com delivery dos produtos congelados aqui no Rio de Janeiro.

A ideia do projeto é que a opção vegana, saudável e natural seja acessível a qualquer um e para isso eles precisam de um meio de locomoção mais eficiente que a bike e assim também conseguir incrementar os equipamentos de cozinha e aumentar a produção. É por isso que eles lançaram uma campanha de crowfunding no Benfeitoria. Se você quer fazer parte para ajudar essa galera que são pequenos produtores e que fazem comida com muito amor, dá um help lá! Só faltam 37 dias e garanto pra vocês que vale muito a pena! benfeitoria.com/vegete

 Revista AzMina

A ideia do conteúdo da revista AzMina não é muito diferente do que a gente, graças a Deusa, já tem visto rolar na internet. Aqui mesmo no GWS e em outros blogs/ revistas virtuais como o Lugar de Mulher, Capitolina, Entre Topetes e Vinis, Think Olga…. (se quer conferir a lista completa checa nosso blogroll) mas como conteúdo empoderador e feminista nunca é demais, CLARO que a gente apoia a proposta!

A revista as AzMina, tem como objetivo ser uma revista para mulheres de A a Z. Nela, haverá espaço para todos os tipos de beleza, rostos e formas. Ensaios de moda que contemplem corpos reais, evitem o consumismo e tragam sugestões de looks que cabem no bolso. Além disso, AzMina terá reportagens profundas, independentes, responsáveis, sem rabo preso com anunciantes. Tudo isso de graça em formato digital, smartphone, tablet ou computador. O projetos delas está no juntos.com.vc. Vai lá dar aquela força e mostrar o #GirlPower: juntos.com.vc/azmina

PopPorn Festival

Por último, mas não menos importante, o festival PopPorn! No 5º ano do festival eles decidiram homenagear Suzy Capó, que foi jornalista e produtora cultural, a mulher que abriu os olhos da mídia e da indústria audiovisual brasileira para a temática da diversidade das manifestações da sexualidade. Trabalhou na curadoria do The Kitchen, instituição cultural de NY com um dos mais importantes acervos de videoarte dos Estados Unidos. Na sequência foi curadora convidada do Mix New York, que deu origem ao Festival Mix Brasil, evento do qual era co-fundadora. Foi ela que, em 1994, conceituou a sigla GLS, usada para descrever gays, lésbicas e simpatizantes, rapidamente adotada e disseminada em todo o país. Suzy ainda fundou o primeiro selo de distribuição de cinema LGBT do Brasil, a Festival Filmes e sua última atividade em vida foi a criação do Prêmio Felix para o reconhecimento dos nichos LGBT no cinema, no Festival do Rio.

A ideia do projeto é levar ao público a história de uma mulher brasileira que conseguiu fazer uma multidão universal questionar, realizar e mostrar a cara. Sua missão era mostrar uma sexualidade positiva e essa se tornou a missão do PopPorn.  Os apoiadores do festival receberão ingressos para o evento, o que já permite o acesso a todos os filmes, debates e exposições, além de recompensas exclusivas para os apoiadores do Catarse, como workshops, festas, obras de arte e outras atividades do festival. Tá lá no Catarse! Confere e dá aquela força: catarse.me/popporn5.

Se você conhece outro projeto legal e que vale ajudar, coloca aí nos comentários!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura_NUTA

Tags:


2 + 1 =



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?id=http://www.girlswithstyle.com.br/3-projetos-de-financiamento-coletivo-que-vale-apoiar/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/comments.php on line 60

0 Comentários