5 Coisas que não dou a mínima – Juliana de Faria

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

E no mês de julho que participa da nossa TAG “5 coisas que não dou a mínima” é Juliana de Faria, jornalista formada pela PUC-SP e criadora de um dos sites mais incríveis da internet, o Think Olga, responsável pelo movimento Chega de Fiu Fiu uma campanha contra o assédio sexual em espaços públicos.

A Ju especializou-se em moda em Londres e já trabalhou nas revistas Elle Brasil e Harper’s Bazaar. Aliás, vocês se lembram quando a Lea T foi capa da Elle? Foi a Juliana que fez o perfil da modelo, a primeira transexual a sair na capa de uma revista de moda no Brasil. Mas como a própria diz, com o tempo, ela descobriu que gostava mais de falar sobre a mulher que veste a roupa do que sobre a roupa que veste a mulher.

E foi assim que surgiu o blog, um espaço que ela poderia falar com mulheres de uma forma mais aberta, livre dos estereótipos e bem longe das regrinhas “must have” que tomam conta das publicações fashionistas.  A Ju, assim como o GWS, acredita que as mulheres de hoje buscam por inspirações mais verdadeiras e diálogos mais francos. Por isso ela é nossa convidada da vez para compartilhar os seus desafetos ou apenas desinteresses com a gente! Vê se rola aquela identificação.

jules-5-coisas-nao-dou-minima

5 coisas que Juliana de Faria não dá a mínima!

1. Manicure

Não me entenda mal, acho lindo unhas feitas e adoro descobrir os mais de 1.439.723 nomes esquisitos de esmaltes. Mas a verdade é que eu tenho uma preguiça de parar tudo no meu dia para ir a um salão e ficar com as mãos inutilizadas por boa meia hora.

2. Dietas

Entre os maiores prazeres da minha vida está comer. Descobrir sabores e temperos, experimentar coisas novas e me render aos doces de vez em quando são coisas das quais não abro mão. Isso não significa que me alimento mal, sabe? Acho que a discussão sobre corpo, alimentação e saúde precisa evoluir muito ainda e sair dessa zona de magreza a todo custo. Me sinto bem comigo mesma, pois me exercito com frequência e não tenho paranoia com dobrinhas, afinal não fui feita no Photoshop.

3. Tendências de moda

Como jornalista de moda, já fui bastante Fashion Victim, admito. Assim como já escrevi muito sobre elas. Mas desde que, aos 28 anos, entrei na fase do “Retorno de Saturno” (haha soa ridículo, eu sei), meus sonhos e gostos mudaram. Foi como se eu tirasse da minha vida quase todas as influências externas para tentar entrar em contato com as minhas necessidades mais profundas, íntimas, verdadeiras. Então não é que eu sou contra as tendências, mas entendi que eu não preciso ter as 15 peças “must have” do momento. Por sinal, detesto essa expressão “must have”, que indica obrigatoriedade em comprar algo. Cruz credo, me deixa.

4. Baladas

Eu sempre fui de preferir barzinho, jantares tranquilos em restaurantes e festinha em casa mesmo. Dá para conversar direito com os amigos, matar a saudade, conhecer melhor as pessoas. E ouso confessar que também adoro ser a Netflix-na-sexta-a-noite-kinda-of-girl.Fazer o quê?

5. Haters (gonna hate)

A Olga é um projeto que quer empoderar as mulheres. Lá, falamos sobre assuntos que orbitam as desigualdades de gênero, a violência contra as mulheres, preconceitos, sexismos…Antes, ficava abalada quando alguém contestava nossas ações. Mas cada vez mais as pessoas estão entendendo que assédio por exemplo, é sim uma violência – a mais pública e mais tolerada das violências contra a mulher. E dizer “não” para esse comportamento é dizer que não mais aceitaremos ser vistas como objetos sexuais passivos e corpos disponíveis para confirmar a virilidade de terceiros. E quem não entendeu isso ainda, vai ser atropelado pela história, pois não há como voltarmos no tempo, quando homens assediavam as mulheres sem dor na consciência e sem serem recriminados.

Para acompanhar a Jules: Instagram // Twitter // Blog // Facebook

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

Tags:


6 + 6 =


0 Comentários