5 dicas para evitar compras por impulso

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

hp-compra-por-impulso

Já fiz um post aqui sobre o slow fashion e a importância da gente desacelerar e abandonar a onda deconsumo exacerbado que tomou conta do mundo. Quando consumimos com consciência, consumimos melhor. Nada pior que olhar seu guarda-roupa, ver uma peça que você comprou sem poder, e sentir culpa, seja por ter feito compras sem poder, ou por nunca usar (Quem nunca passou meses ou até anos com uma roupa com etiqueta no armário?)

Fora isso, você já parou para pensar no custo de suas roupas e quem são as pessoas por trás da produção das peças que você compra? Talvez, se você soubesse, consumiria menos? Cairia  menos na tentação de promoções ou sites e lojas que você não sabe se usam trabalho escravo?O filme “The True Cost”  do diretor Andrew Morgan, mostra tudo sobre as roupas que vestimos, as pessoas que as fazem, e o impacto que a indústria da moda está tendo em nosso mundo. Faz a gente pensar sobre os custos humanos e ambientais. Afinal, quem paga o preço das suas roupas?

Ir as compras, tem que ser algo que faça você se sentir feliz, satisfeita e sem culpa! Por isso o post de hoje são 5 dicas para evitar comprar por impulso. Anota aí:

1) Não compre quando estiver triste ou irritada

Essa é a grande primeira dica. Afinal, é durante esse período que a gente busca conforto. Geralmente em comida ou nas compras. Muito fácil procurar por um produto (não importa se é comida, roupas ou qualquer outra coisa) para te satisfazer quando você está triste. Por isso tente usar esse tempo para fazer algo que você não vai se arrepender depois como por exemplo, o inverso: Separar roupas para doar ou para colocar em um brechó e fazer uma grana extra.

2) Não caia na tentação das promoções, preços muito baratos ou etiquetas OFF

Cuidado com descontos milagrosos. Você sabe a procedência dessa peça? Quer usar algo que o tecido pode fazer mal para a sua saúde ou que envolve trabalho escravo? Pense nisso antes de tirar o cartão da bolsa. Não compre só porque a peça está com um bom preço. Você realmente precisa dela? Vai usar? Combina com as outras peças do seu guarda – roupa? Pense e pesquise para saber se está fazendo um bom negócio ao comprar um produto em uma liquidação. Lembre-se que, mesmo que a promoção seja muito boa, você vai gastar sempre menos ao não comprar o produto.

 3) Descubra e desenvolva seu próprio estilo

Quando a gente cria um estilo, toma mais consciência do que funciona para o nosso tipo de corpo, rotina e personalidade, fica mais fácil não cair na tentação das compras por impulso e não ter roupa no armário que nunca foi usada. Eu já fiz um post aqui sobre como desenvolver o próprio estilo, e como isso faz bem pra autoestima e para o bolso. Confere aqui.

 4) Mantenha uma lista de coisas que você quer ou precisa

Com ela em mãos fica mais fácil decidir se deve comprar ou não e você pode fazer lista de prioridades. Inclua tudo na lista: Roupas, maquiagem, produtos de beleza… Você terá mais confiança para tomar sua decisão de compra quando consultar a lista e pensará duas vezes antes de comprar algo que não está lá, pois sabe quais são seus objetivos. Assim também fica mais fácil organizar um orçamento de compras.Siga a regra do tempo, também conhecida como a “a regra de uma hora” e como “a regra dos 30 dias”. Quando você vir alguma coisa que deseja, espere por certo período de tempo antes de comprar. Quanto mais você conseguir esperar, melhor. Se você ainda estiver muito tentada a comprar depois de três dias por exemplo, ou quem sabe até um mês, as chances de você se arrepender são menores.

 5) Crie um orçamento para moda e beleza

Vamos combinar que a maioria das vezes a gente não “precisa” de uma bolsa, um vestido ou um batom. A gente “quer” mesmo! E não tem nada de errado em ter desejos fashions, o que você não pode é ficar endividada por causa deles.

Você não se sentirá tentada a comprar por impulso e nem se sentirá culpada se tiver um pequeno orçamento para gastar com moda e beleza. Evite gastos com o cartão de crédito, pois ele dá a falsa sensação de que não se está gastando. Antes de comprar, veja na fatura o valor total das compras antigas para ter o controle real do orçamento. Planeje as compras, saia de casa sabendo exatamente o que vai comprar. Se sentir perdida também ajuda em gastos desnecessários.

Curtiram as dicas?

Esse post foi parcialmente reproduzido do texto que eu escrevi para o blog da Alexandra Spallicci, estilista da Honey Pie. Eu também escrevo por lá, toda semana! Conheçam a marca e o blog.

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2

Tags:


6 + 8 =


0 Comentários