Consumo: Um ato social ou futilidade? E pra onde vamos em tempos tão inconstantes - GWS