A Culpa é das Estrelas e do universo do John (e Hank) Green

Por Carol Guido / carol@gwsmag.com

Há alguns meses atrás eu comecei a tag “leituras do mês” aqui e na minha listinha estava “A Culpa é das Estrelas”, do John Green. Gente, eu sei que só se fala disso ultimamente com a estreia do filme ontem (e hoje em alguns lugares), mas eu precisava abrir meu coração pra vocês e contar como eu mudei de opinião sobre este livro, sobre este autor e tudo que eu achei de incrível sobre ele na internet.

Hank-e-John-Green

Vlogbrothers

John e Hank Green são irmãos que tem um canal no Youtube desde 2007 que fala de assuntos diversos, passando pela vida deles, música, literatura, até questões políticas e sociais. A ideia do canal surgiu para os dois manterem contato um com o outro, já que são brothers, mas moram longe. A coisa ficou muito maior que isso, as pessoas começaram a curtir e gostar. Gostar muito, aliás. Hoje eles tem mais de 2 milhões de inscritos no canal. Fora os milhões de seguidores e fãs em outras redes sociais.

Quando assisti pela primeira vez achei legal, mas não consegui entender muita coisa. Eles falam MUITO rápido e é em inglês. Mas depois fui vendo mais, conseguindo entender e apenas achei que os caras sensacionais. Me lembrou a sensação que tive quando descobri os podcasts do Jovem Nerd: como eu não conhecia isto antes???

Vou deixar um vídeo que gosto aqui do Hank e um do John pra quem ainda não conhece.

Nerdfighteria

Naturalmente, como acontece com muitos grupos online, a galera que assiste vlogbrothers acabou formando uma comunidade chamada nerdfighteria, ou individualmente, os nerdfighters. Pelo que li,este nome começou com uma espécie de piada interna, um errinho do John na hora de falar uma palavra (não entendi direito, mas a história tá aqui neste perfil sobre ele da The New Yorker que recomendo imensamente pra quem está se interessando) e quando percebeu que tinha inventado uma palavra legal, nerdfighter, adotou.

A galera tem até uma saudação, que como esperado, é baseada numa referência nerd, do cumprimento vulcano de Star Trek.

Momento curiosidade: A ginasta olímpica inglesa Jenniffer Pinches e o ator de Big Bang Theory, Will Weathon são nerdfighters declarados. Especula-se que o ator de Doctor Who, Matt Smith, também seja e até o Benedict Cumberbatch, de Sherlock, O Hobbit e Star Trek. Por este último filme da lista, fica a dúvida. Hahah Ele pode muito bem ter feito apenas uma referência ao próprio filme que ele faz parte. Mas é muita gente legal, né? E olha que nem falei todos os famosos. Tem até o presidente Obama, conto no próximo tópico.

Eu amo ser nerdfighter. :)

DFTBA

Esta sigla aparentemente maluca significa em inglês, “don’t forget to be awesome” e em português algo como “não esqueça de ser incrível”. Esta é uma frase que eles falam muito em seus vídeos, incentivando as pessoas a fazerem coisas para “decrease world suck”, outro conceito que acho maravilhoso.

Uma vez o John estava num hangout com o Obama e num momento lá qualquer, ele perguntou pro presidente qual nome ele deveria dar pra filha que estava pra nascer. Obama respondeu que o nome não importava, contando que ela não se esquecesse de ser incrível. Aquele momento que o John deve ter percebido que venceu na vida, do tipo “ele sabe o bordão do vlogbrothers!”. Aqui o vídeo:

DFTBA é uma das coisas que mais gosto neles. Esta sigla resume muito do que eu acredito: o importante é ser legal. Sabe? Seja gente boa com as pessoas, ensine o que você souber, tente ajudar sempre que possível, enfim, esta é só a minha interpretação. Seja incrível, do seu jeito. Lembrar disso é mesmo muito importante. Valeu de novo, John e Hank.

A-Culpa-é-das-estrelas_

O respeito aos adolescentes

Eu tenho 28 anos, já deixei de ser adolescente há um tempinho. Mas ainda carrego muito desta época boa da vida, quando eu comecei a entender que sou responsável por mim, pelas coisas que prezo, por quem me relaciono, pelo que gosto, assisto, dissemino. Quando criança era 100% intuição. Na adolescência você tem seu primeiro contato com a consciência. E isto é valioso. Os irmãos Green dão muito valor a esta fase, tratam adolescentes com respeito e não daquele jeito que normalmente as pessoas fazem menosprezando esta fase por que teoricamente somos idiotas quando estamos nela. Gente, pessoas idiotas não dependem de idade. Apenas.

A Culpa é das Estrelas

Minha impressão sobre o livro está aqui, neste post. Mas depois de saber e entrar em contato com todo este universo dos Green, fiquei muito empolgada pelo filme. Ainda mais por que acompanhei toda a divulgação que foi feita pelo John e atores, mesmo que eu tenha ficado de bode com a Shailene Woodley (falamos sobre o equívoco dela sobre feminismo aqui). E ontem fiquei tão nervosa e ansiosa que fui ver.

O filme é muito fiel ao livro. Óbvio que sempre falta alguma coisa, a experiência com livros é muito diferente da telona, mas eu fiquei impressionada com o cuidado com a história. A escolha dos atores foi muito acertada, na minha opinião. O Augustus está perfeito, a Hazel também. Incrível.

Eu chorei do início ao fim por que sei lá, a história é mesmo aquele mar de amor e tristezas da vida, mas eu tava emocionada só por estar ali, por que quando eu viro fã de algo/alguém, eu fico obcecada mesmo. E principalmente por que perdi a implicância que eu tinha com o romance dos dois personagens principais. Quando li, achei meio estereotipado: a menina sem sal e o cara meio galã. Mas ela não é sem sal. Ele também não é galã. Ou é? Hahaha

Mas ela definitivamente não é sem sal.

Em resumo, quem já gostou do livro, acho que não vão se decepcionar com o filme. Assistam!

Outras coisas pra explorar

Ah eu ainda tenho muito pra ver e explorar sobre eles. Ler todos os livros do John, ouvir mais músicas do Hank (ele é músico, dono de uma gravadora chamada DFTBA que já lançou diversos artistas independentes iniciados na internet), assistir o canal educativo deles “Crash Courses”, entre outras coisas mais. Tô muito empolgada para tudo isso.

E vocês? Curtiram os caras? E quem já conhecia, acham que esqueci de mencionar algo importante? Vamos trocar ideias nos comentários e galera: DFTBA!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Carol_11

Tags:


7 + 4 =


3 Comentários