Dutch Bob: O cabelo mais cool de todos os tempos

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

gws-corte-de-cabelo-Dutch-Bob-facebook

Outro dia, eu estava procurando fotos da Natalie Portman no filme Leon – que aqui no Brasil ganhou o nome de “O Profissional”-  para o tumblr do GWS e aí me caiu uma ficha: Vocês  já repararam que esse corte de cabelo, o mesmo que Portman usa como a personagem Mathilda no filme é quase o cabelo oficial das garotas rebeldes, modernas e cheias de atitude dos filmes e até da vida real? O corte “Dutch Bob”, que também podemos chamar de Bob com franja. No filme francês, Mathilda é uma órfã, inteligente, sagaz e esperta, que acaba se tornando aprendiz de um assassino profissional.

gws-corte-de-cabelo-Dutch-Bob-1

Não me surpreende o fato de que esse estilo de corte, sinônimo de atitude, tenha surgido nos anos 20.  Inclusive, já falei nesse post sobre a importância dessa década na vida de nós mulheres. Os anos 20 foram importantíssimos para a construção e evolução dos nossos direitos até estéticos. Aliás, foi lá naquela década que surgiu talvez a primeira rebel girl do mundo, Louise Brooks, atriz e com certeza, uma mulher a frente do seu tempo que, claro, usava o corte Bob com franja. Naquela época, uma mulher cortar o cabelo tão curto, era sinal de independência e rebeldia.

A revolução que esse cabelo causou foi tanta, que Scott Fitzgerald, o autor de O Grande Gatsby, escreveu um conto chamado “Bernice bobs her hair” que conta a história de uma transformação da menina doce da sociedade para vamp!

Ao longo da história do cinema, são incontáveis as personagens alternativas que usam o corte. Um dos mais emblemáticos na minha opinião, foi sem dúvidas Uma Thurman no filme de 1994, Pulp Fiction, interpretando Mia Wallace. Personagem que acabou inspirando, na vida real, a atriz mega descolada, Krysten Ritter. São várias personagens marcantes do cinema com o corte Bob de franja. Mas o que sempre me chama a atenção, é que são sempre mulheres revolucionárias, modernas, alternativas… Curioso, né?

gws-corte-de-cabelo-Dutch-Bob-2

Força aí a memória pra você ver: Amélie Poulain, Jordana (do filme Submarine), Leeloo (personagem de Milla Jovovich no filme, O 5º Elemento). Madeleine (do maravilhoso filme francês Masculin, Féminin) e uns dos mais recentes, o filme britânico “God Help the Girl”, com a personagem Eve, vivida pela linda Emily Browning. Isso claro, sem citar de novo, Natalie Portman e sua peruca rosa em Closer – Perto Demais.

gws-corte-de-cabelo-Dutch-Bob-3

Qual será a magia desse corte gente!? Só cortando pra saber! Quem já teve, tem ou quer ter um Dutch Bob? Conta pra gente aí nos comentários.

assinatura_2016_nuta-vasconcellos1

Tags:


1 + 4 =


9 Comentários

  • Diana

    Nossa, amo esse penteado! Queria muito mas to na transição pra ter minha jubinha de volta <3 Então não dáá :(

    Mas tem uma personagem que sou apaixonada e tbm faz parte dessas minas sexys e rebeldes ai, foi inspirada na Louise Brooks tbm, a Valentina de Guido Crepax. Amo!

    livrosepets.blogspot.com.br

  • Vanessa

    Eu já tive! Tinha uns 15/16 anos e minhas inspirações foram exatamente a Louise Brooks,Matilda e Amelie. Lembro até que levei uma foto da Louise no salão. Muita gente não gostou, falavam que estava curto demais, eu era gordinha na época e por isso diziam que não combinava com meu rosto arredondado. Mas eu adorava, me sentia descolada e especialmente numa época que é tão difícil manter a auto estima (adolescênte e ainda acima do peso) me ajudou demais a ter auto confiança. Hoje em dia não cortaria mais meu cabelo assim, mas sinto orgulho de ter tido aquela coragem e poder dizer que já tive um dutch bob.

  • Bárbara Bastos

    Eu tenho! Mais parecido com o da Madeleine. Sempre usei chanel com franja na infância e agora, na vida adulta, resgatei essa tendência. Acho que valoriza o cabelo, colocando-o ao redor do rosto, sabe? Além de toda essa atmosfera de liberdade, independência e estilo que carrega! :)

  • Thais

    O Ano foi 2004 comecei a faculdade em Janeiro, perdi meu pai em Maio, quase morri em um acidente em Agosto… cortei o cabelo assim logo após sair do hospital. Não tinha penaado nisso até ler esse post. Ah em 2010 tb apos perder todo o peso que ganhei durante a minha primeira gestação e voltar ao peso de solteira cortei esse mesmo corte so que mais bicudo na frente.

  • Thais

    O Ano foi 2004 comecei a faculdade em Janeiro, perdi meu pai em Maio, quase morri em um acidente em Agosto… cortei o cabelo assim logo após sair do hospital. Não tinha penaado nisso até ler esse post. Ah em 2010 tb apos perder todo o peso que ganhei durante a minha primeira gestação e voltar ao peso de solteira cortei esse mesmo corte so que mais bicudo na frente.

  • Beckie

    Migas, não achei post sobre cabelo branco aqui e como vcs são mt maravilhosas, gostaria de ouvir mais de vcs pq é polêmico né. Minha mãe fica me falando pra arrancar enquanto é pouco e etc, mas eu gosto deles crescendo na minha franja uahauha (por enquanto…). E se eu for aloka e quiser ser grisalha aos 30? Só tenho 23, qual o problema de ter 3 fios brancos na cabeça?

  • Amanda Welp

    Eu tenho e adoro! Cortei numa fase de transição de fim de namoro/fim de ano/volta para faculdade. Sinceramente acho que mostra muito da nossa ousadia, porque é um corte difícil de cuidar (o meu cabelo é super rebelde), <3

  • Rafaella Britto

    Louise Brooks foi minha primeira atriz favorita e foi através dela que me apaixonei pelo corte bob. A matéria trouxe ótimas referências, fiquei surpresa ao ver Chantal Goya por aqui! Só faltou mencionar a atriz mais emblemática da Nouvelle Vague: Anna Karina. O estilo dela em “Vivre Sa Vie” inspirou o visual de Uma Thurman em “Pulp Fiction”.

    imperioretro.blogspot.com

  • brisa nogueira

    Estou com esse corte no momento <3 amando a mudança do crespo loiro tipo praiana para esse corte .