Estive pensando sobre… o dia do amigo, sobre as minhas amigas e o GWS

Por Carol Guido / carol@gwsmag.com

 

Confesso que nunca acreditei muito em amizade depois do colégio / faculdade. Eu sempre tive a impressão que as pessoas que a gente conhece depois das “aulas” da vida são sempre menos legais, sei lá.

Mas descobri que não é nada disso.

Tenho 27 anos e acho que fiz ótimos bons amigos quando menos imaginava. Entre esses ótimos, tem uma amizade especial, que é a base deste blog (e da nossa loja) existir. E por isso queria falar um pouco sobre ela aqui hoje, pertinho do dia do amigo chegar – pra quem não sabe é sábado agora, dia 20 – e contar pra vocês como o GWS funciona entre nós três, como a gente se conheceu e tudo mais que rolar. Vou escrever do coração. <3

Como tudo começou

Lá em 2007 eu era uma garota metida a surfista (essa era uma desculpa pra vestir roupas de marcas do surf, já que nunca consegui subir numa prancha), recém chegada de um mochilão na Europa e cheia de objetivos de vida. Um destes objetivos era comprar uma câmera DSLR, que eu resolvi realmente me empenhar, por que se tinha uma coisa rara nessa vida era eu me interessar a fundo por alguma coisa. E isso tinha acontecido com a fotografia.

Pra conseguir esse dinheiro, comecei a trabalhar numa loja, a Shop 126, em Ipanema, onde a Marie já trabalhava há algum tempo. A gente nem ficou amiga rápido, mas ficamos coleguinhas de fazer coisas juntas, tipo ir à praia antes / depois do trabalho, beber uma cervejinha com a galera antes de ir pra night em algum lugar perto da loja, ficar conversando sobre assuntos aleatórios sob efeito de algum álcool, coisas assim.

O que facilitou muito é que éramos praticamente vizinhas, morávamos a uma quadra da outra. E a Shop também ficava (ainda fica, na real) no mesmo bairro. Foi uma época tão boa, nós éramos duas fanfarronas! hahaha

Aí, um dia a gente foi comer um Koni perto da loja com as meninas que trabalhavam com a gente e a 80% irmã da Marie (os outros 20% deixa pra genética) também foi. Essa irmã era a Nuta. Gente, com a Marie eu conseguia lidar, afinal ela podia ser bem rock’n’roll, mas era fanfa que nem eu. Mas a Nuta, sério: ela tava usando uma sapatilha da Chanel, cara. No Koni. E eu de chinelo e tornozeleira de cordinha com búzios, né.

hahaha

De cara o santo não bateu. Mas foi só de cara, por que naquele mesmo mês a Nuta também acabou indo trabalhar na loja e aí quando percebi eu estava praticamente todos os dias na casa delas (as meninas moravam juntas), conversando sobre namoro, nights, filosofando sobre a vida  e o que fazer dela.

Amigas juntas, blogam juntas: aí veio o GWS

Eu sempre tive um senso de empreendedorismo grande, mas nunca soube o que fazer com ele. Quando conheci as meninas, quando elas me apresentaram o GWS, eu soube na hora que era aquilo que eu queria tocar.  O GWS era uma comunidade no Orkut, com meninas incríveis que faziam parte, cheias de talentos e coisas legais para mostrar para  o mundo. Por isso, nossa primeira ideia foi fazer uma revista colaborativa, onde todo mundo pudesse se juntar para fazer um conteúdo diferente, alternativo, inteligente.

Quando botamos no papel vimos que éramos muito inocentes em querer fazer uma revista. Aliás, um adendo aqui, é por isso que a gente fez o fanzine, tanto tempo depois. A gente nunca esqueceu dessa ideia, mal acredito que conseguimos tirar ela do papel (ou colocamos?) no ano passado.

Mas voltando ao assunto, foi daí que surgiu a ideia do blog. Nós éramos três garotas de vinte e poucos anos, com muita vontade de fazer essa ideia acontecer. Em 2008 a gente colocou o Girls With Style no ar. No começo ele era um site. Mega conceitual hahaha olha só:

Tinha até um fórum e uma rede social só nossa (sim, somos ousadas haha), a gente não queria deixar morrer o que tinha de melhor no Orkut, o relacionamento entre todo mundo.

Com o tempo, o GWS foi mudando muito. As colaboradoras foram cuidar da vida delas e nós começamos a tocar sozinhas. Em alguns dias, a gente virava a noite trabalhando. Em outros, a gente mal conseguia postar uma vez por semana. Passamos muitos perrengues para conseguir fazer nossos editoriais de moda sem grana nenhuma (obrigada a todos os amigos que sempre nos ajudaram), por outro lado, passamos muitas situações boas ganhando dinheiro para fazer o que a gente mais ama na vida: o GWS.

Amizade e negócios combinam. E muito!

O que importa mesmo é o quanto a gente conseguiu amadurecer. Aprendemos a transformar a nossa amizade em um porto-seguro para o nosso negócio: não importa o que aconteça, a gente fica junta, decide juntas como agir, segue em frente fazendo o que acreditamos. Aprendemos a ceder, a falar quando tem que falar, a ser compreensivas, companheiras.

E principalmente, eu aprendi que não existe tempo da vida ideal para fazer amigos de verdade. Pode ser na escola, pode ser na faculdade ou assim, numa loja que você foi trabalhar só pra juntar um dinheirinho. Surpresa boa é assim mesmo. =)

Tags:


3 + 5 =


0 Comentários