Fashion Rio verão 2013: O stylist Felipe Veloso divide dicas valiosas para quem quer trabalhar com moda.

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Se você gosta, trabalha ou tem algum interesse por moda, com certeza já ouviu falar do stylist carioca Felipe Veloso. Além de trabalhar com nomes como Caetano Veloso e Regina Casé, Felipe já assinou campanhas, desfiles e capas de revistas memoráveis. Nessa edição do Fashion Rio verão 2013 eu bati um papo exclusivo com ela no backstage do desfile da Nica Kessler e ele deu dicas valiosas para quem quer se aventurar no meio da moda. Confere aí:

GWSmag: Que dica você daria para quem quer trabalhar com moda? Por onde começar?

Felipe: Primeiro conheça todas as possibilidades do mercado. A moda tem um leque de opções bem maior do que as pessoas pensam. Geralmente quando você fica “limitado” por exemplo na certeza que você quer ser só stylist,  achando que só aquilo que você pode fazer dentro do mercado, você acaba se perdendo ou se frustrando. Ser stylist é uma das mil opções do mercado. Conheço pessoas que tinham certeza que queria isso da vida e hoje em dia se descobriram em outras áreas da moda. Então o mais importante é conhecer pessoas de todas as áreas, pesquisar, conhecer e aí se descobrir. O importante é entrar no meio, pegar as oportunidades que aparecem.

GWSmag: E para quem quer ser stylist? Quais são as dicas?

Felipe: Ter conhecimento de moda. E quando eu digo conhecimento não é saber se vestir ou ser high fashion.

É ter conhecimento da história da moda, dos estilistas importantes, das pessoas, dos tecidos… você pode ser uma pessoa super básica, jeans e camiseta mas cheia de cultura de moda. E isso que é o importante. Não adianta achar que trabalhar com moda é glamour. É saber se vestir bem, ser cool. Trabalhar com moda é trabalhar com cultura. Outra coisa importante para quem quer ser stylist é a organização. É uma profissão que você precisa ser muito organizado. Tem que saber aonde está tudo, ter diciplina para buscar e devolver as peças… E começar, né? hoje em dia a internet é um ótimo veículo para mostrar e divulgar seu trabalho.

GWSmag: O que uma pessoa que trabalha com moda não pode ter ou ser?

Felipe: Ter preconceito. Na moda você tem que ter a mente aberta para receber todo tipo de informação, conhecer todo tipo de gente. Você convive com editoras de revistas e costureiras, sabe? Todas essas pessoas são importantes e parte do universo. Você não pode por exemplo “ignorar” uma marca porque você acha ela cafona. Se uma marca tem quarenta lojas no Brasil, ela faz sentido para alguém. E você como profissional de moda não pode ignorar isso.

 

Felipe Veloso, pura sabedoria! Curtiram?

Tags:


6 + 5 =


0 Comentários