GWS entrevista: Cut Copy

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Formado por Dan Whitford, Mitchell Dean Scott e Tim Hoey, o Cut Copy tem um som bem peculiar. Um mix de música eletrônica, rock alternativo e new wave. A banda lançou seu primeiro álbum em 2004,  “Bright Like Neon Love”,  mas ganhou o mundo mesmo em 2008, com “In Ghost Colours” e a música “Hearts on fire”.

Como o Brasil anda irresistível, o trio australiano desembarca por aqui para dois shows da turnê do terceiro e mais recente cd, “Zonoscope”, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Carla Viveiros, nossa repórter por um dia, fez uma entrevista exclusiva por e-mail com Tim Hoey para o Girls With Style. Sobre parceria com outras bandas, shows, o novo álbum e a expectativa de tocar no Brasil. Confere aí:

1. Girls With Style magazine: Muitos se referem a vocês como os sucessores do New Order, ou ainda como herdeiros do estilo new wave. O que vocês pensam sobre isso e o quanto são influenciados por eles?

Tim Hoey: Nós amamos o New Order. Eles são provavelmente a banda que nós três já éramos fãs antes do início. Somos fãs de Joy Division também. A transição do Joy Division para New Order é incrível. Quanto a ser herdeiros do new wave? Eu não sei… Acho que nunca pensamos nisso… nós somos interessados em diferentes tipos de música não só new wave, não em apenas música eletrônica. Acho que isso é claro em nossos albums.

2. GWSmag: Vocês já sairam em turnê com o Bloc Party e foram convidados para a abertura de show da Lady Gaga. Como foi a experiência de viajar com diferentes bandas e para públicos diferentes, não os que vocês já estavam acostumados?

TH: Saímos em turnê com bandas que admiramos e respeitamos e isso é gratificante. Você aprende muito com eles e é sempre bom ter amigos em turnê. Tocar para um público que talvez nem te conheça é um grande desafio. Você sempre tem que chegar com seu melhor repertório e o melhor de você como artista.

3. GWSmag: O Cut Copy sempre faz parcerias, CCS com “Move” e Kaiser Chiefs no “Never Miss A Beat”. Como essas parcerias acontecem?

TH: Geralmente nos perguntam se nós estamos afim de fazer o remix. Se nós gostamos da música ou do artista ou se ouvimos algo original que acreditamos que poderíamos fazer nossa própria interpretação, achamos que vale a pena a tentativa.

4. GWSmag: Antes de lançarem “Zonoscope”, vocês lançaram um mini documentário sobre o making of do álbum. Por que documentar este álbum e o que vocês pretendem mostrar aos fãs?

TH: Eu acho fascinante o processo de fazer algo. Eu estou sempre lendo sobre gravações de discos, documentários sobre álbuns clássicos ou lendo revistas e biografias de bandas. Gosto de saber isso de bandas que sou fã, então achei que seria gratificante poder dar isso para os fãs de Cut Copy. Uma olhada nos bastidores para fazer um registro. É um documentário preciso do processo e também um pouco de nós como pessoas. Vai ser bom também para nós. Olhar para trás e lembrar de como era. Minha vontade era ter feito isso em todos os álbums.

5. GWSmag: Vocês estão vindo ao Brasil pela primeira vez. Quais são suas expectativas para o público brasileiro?

TH: Estamos ansiosos! Não podemos acreditar que levou tanto tempo para irmos ao Brasil! E por isso, nós pedimos desculpas. Adoramos ir a novos países e cidades e absorver o máximo da cultura possível. Estamos ansiosos para conhecer nossos fãs, sentir como eles são. E fazer um grande show.

Cut Copy – Hearts on fire:

Tags:


1 + 1 =


5 Comentários

  • Ju Costa

    ai, suas lindas! arrasaram né? :)

    e Tim: VENHA CÁ, AMIGO! ♥

  • Since 11

    Demais, o show vai ser LINDO!

    Para informações do show de SP, acesse http://www.since11.com.br

    E pra concorrer a ingressos, passa lá no nosso twitter.com/since_11

    :)

  • aline dias

    aaa que demais! chega logo dia 9!

  • Taís Madeira

    ARRASOU! ♥

  • Raoni

    Parabéns Carlinha!