Pra ouvir: Hole

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Geralmente, quando escrevemos posts musicais, é sobre alguma banda nova, ou não tão conhecida. Bom, não é o caso da banda de hoje. O Hole foi formado em 1989 pela também conhecida como viúva de Kurt Cobain: Courtney Love. O primeiro álbum da banda foi “Pretty On The Inside” de 1991, mas foi em 1994 com o álbum “Live Through This” que o Hole realmente se consagrou.
Espaço
Espaço

Eu não sei o que vocês veem ao ver e ouvir Hole, mas é o tipo de coisa que me inspira em todos os sentidos. E é claro que eu não sou a única a sentir isso. Hole e Courtney Love já inspiraram a moda, a música e o cinema. Uma das coisas mais fofas e recentes que eu vi, foi como a banda influencia a fashionista precoce Tavi Gevinson. A menina tem um altar para a banda e escreveu um texto do quanto são influências para ela.
Espaço
A imagem e as letras do Hole são a definição de uma riot grrl, que não tem medo de falar o que pensa, que luta contra o machismo e  fala sobre as alegrias e dificuldades de ser uma garota de uma forma nada clichê.Eles gravaram o último cd “Nobody’s Daughter” em 2010, mas o Hole é a cara dos anos 90… e todo o seu “bom material” está lá. Apesar de “Live Through This” ser o álbum mais bem falado até hoje, o álbum de 1998, “Celebrity Skin” é o meu favorito. Foi quando eu descobri a banda e me apaixonei pelo clipe da música que leva o mesmo nome.
Espaço
Aperta o play!
Espaço
Espaço

Tags:


6 + 4 =



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?id=http://www.gwsmag.com/hol/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/comments.php on line 60

1 Comentários

  • Joana

    O LTT é sem dúvida o melhor disco da banda, na minha opinião, claro. Conheci o Hole quando era muito nova e foi na época entre o lançamento do LTT e do CS. A primeira música que ouvi foi Gold Dust Woman e logo de cara amei. Era muito nova (tipo, 10 anos…), mas lembro que me identifiquei logo de cara.

    Até hoje amo a banda. Não considero esse cd mais recente um lançamento do Hole porque apesar de ter a Courtney não tem o Eric e o Hole sem o Eric não é nada e nem nunca foi. O disco é fraco, mas mesmo assim foi legal ver a CL voltando à ativa. Bem que ela poderia fazer um showzinho aqui no Rio, né?