Pra assistir: O Diário De Um Adolescente.

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Jim Carroll era músico, ator e escritor americano, que morreu em 2009 com seus quase 60 anos. Bom, por que eu tô falando de Jim aqui?

É que na adolescência, ele foi viciado em drogas. Daquele tipo que perde a mão mesmo e até se se prostitui. E por conta disso deixou de lado o sonho de ser jogador de basquete. Isso tudo parece uma história de lição de moral boring mas a questão é que essa experiência de vida de Jim foi fundamental para ele escrever The Basketball Diaries, livro que se transformaria em um dos filmes mais legais que já vi.

A experiência amarga e ao mesmo tempo emocionante que viveu entre os 13 e 16 anos é contada no “diário” secreto do adolescente de forma romântica e debochada. Lançado em 1993, The Basketball Diaries que em português ganhou o título de O Diário De Um Adolescente e foi sucesso assim que foi lançado. Mas o grande boom veio mesmo com o filme, lançado em 1995, que rendeu ao diretor Scott Kalvert os méritos de melhor filme sobre a autobiografia de Jim Carroll.

O filme tem no papel de Jim o ator Leonardo DiCaprio e eu preciso fazer uma pausa no texto pra falar sobre ele.

Leonardo DiCaprio foi o Robert Pattinson da minha geração e o Alain Delon da geração da minha mãe. Deu pra entender, né? hahaha ele nunca fez meu tipo não. Mas sempre, sempre admirei seu trabalho desde o primeiro filme que vi com ele (não, não foi Titanic) foi “Gilbert Grape – Aprendiz de Sonhador” em que ele, junto com o Johnny Depp, dá UM BANHO de interpretação. Em O Diário De Um Adolescente não é diferente. Leonardo DiCaprio consegue passar com perfeição toda a dramaticidade da experiência vivida por Jim Carroll.

Voltando à história do filme, ele se passa em 1970 nos guetos de Nova York, onde os casos de sexo, rock’n’ roll e uso de drogas rolam à solta. A rebeldia do personagem de Jim é retratada em um diário, o êxtase e agonia de todo adolescente com o sexo (recém-descoberto) até o primeiro baseado e o consumo de heroína. Por mal comportamento, Jim é expulso, junto com seu amigo Mickey, do colégio católico onde estudam. Para piorar a situação, os efeitos das drogas acabam tirando Jim, que era talentoso, do time de basquete da escola. Vítima da dependência, ele e seus três amigos – Pedro (James Madio), Mickey (Mark Wahlberg) e Neutron (Patrick Mc Gaw) topam qualquer coisa para conseguir drogas e é aí que a vida deles se transforma.

O filme chama a atenção não só pelo espetáculo de interpretação, mas também pela abordagem que é feita por uma perspectiva absolutamente adolescente e não daquela forma disfarçada onde adultos querem mostrar o quanto é ruim usar drogas e desobedecer os pais (#polêmica: acho isso de Requiem For A Dream). O Diário De Um Adolescente é ausente de “sermões” e com um ponto de vista atual, mesmo sendo um filme de 1995, ele apenas narra os fatos, pelo olhar de quem viveu.

Já falei muito, né? Mas é que quero mesmo que vocês assistam. Se depois do trailer vocês não morrerem de vontade de assistir, vocês não merecem falar comigo nem com meu anjo.

Pra terminar só mais um desabafo:

Leonardo DiCaprio é o cara mais injustiçado do mundo… Como um cara desses não ganhou o Oscar? Será que o prêmio diz alguma coisa sobre o talento de alguém?

Fica a dúvida.

Tags:


1 + 1 =



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?id=http://www.gwsmag.com/pra-assistir-o-diario-de-um-adolescente/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/comments.php on line 60

0 Comentários