Primeiramente boa noite #11 – Vou de táxi

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

 Por Gian Lucca:

11

Finalmente bons ventos em 2014. Na verdade foi a hora que eu decidi organizar o cérebro-debilitado, coração-enfraquecido e o email. Sentei na cadeira e só saí depois que consegui me libertar de todos os assuntos pendentes. Funciona. Porque é isso, email é assim: você manda e sua obrigação fica meio cumprida alí. Foda-se se a pessoa não viu, você fez sua parte. O melhor de tudo é que depois você ainda consegue provar que mandou, de fato, em tal hora e tal dia. Tipo esfregar na cara. Tipo quando você briga com teu homem e sai por cima. Nesse caso obviamente mesmo saindo por cima você vai lá, fica com dó e manda uma mensagem. Tudo bem.

Começou o carnaval. Na verdade todo ano começa cada vez mais cedo e a gente curte muito essa coisa de bloquinho eterno. Cervejinha, mijar no coqueiro, dar uns pegas no banheiro. Fui pro bloco com uma amiga que tava com uns amigos, o amigo motorista era daqueles caras que curtem exibir o carro e curte dar um ‘cavalinho de pau’ pra se mostrar. Não deve saber usar nem o cavalinho e nem o pau. Típico malandro. Na hora de ir embora, não voltamos com a carona porque o motorista malandrinho simplesmente falou que ia embora e ficou do outro lado da festa pra não falar com a gente. Babaca. Pegamos um táxi e essa mesma amiga pegou o taxista na volta pra casa. Quem nunca, fala verdade. O mundo dá voltas e é disso que a gente gosta.

Saí pra almoçar com uma galera do trabalho essa semana e escutei a melhor história de amor de todos os tempos. Preciso compartilhar aqui. É meio nojenta mas muito amorosa. Tinha um casal que tava saindo, aquela coisa de se conhecer e tal. Eles foram pro motel um dia, depois de um jantar, e quando chegaram a garota falou que ia no banheiro. Tranquilo. Ela fez cocô e, logo depois, descobriu que a descarga não estava funcionando. Ela ficou em pânico, era isso, ela não podia deixar o cara entrar no banheiro, hahahahaha, Foi aí que ela, de algum jeito que prefiro não saber como, pegou o cocô e jogou pela janela. Problema resolvido até então. Passou umas horas e quando eles foram buscar o carro, a merda dela estava em cima do capô! Hahahahahahahahaha! O cara não entendeu nada, ela disfraçou mas acabou contando. Hoje eles são casados, tão planejando filhos e tudo mais. Legal né? Nem tudo dá merda no final.

Enquanto escrevia esse post, onde eu falava que tava tudo bem e tudo certo, recebi uma mensagem cancelando um date marcado por motivos de “não vai rolar porque vou sair com um amigo pra rezar com cristais”. Até semana que vem.

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)
Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:
Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr
 
unnamed (1)

Tags:


8 + 9 =


0 Comentários