Primeiramente boa noite #42 – Bodas de algodão

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Por: Gian Lucca

PBN 1 ANO

Era só mais um rodízio de pizza numa sexta-feira calorosa no Rio de Janeiro. Entre sabores doces e salgados e shots de refrigerantes sem gás, Nuta, Marie e Carol me escutavam em mais uma maratona amorosa-carioca. Tudo que a gente já sabe: pé na bunda mas achando que tudo ia ser melhor porque ia sair pro bar e resolver todas pendências e colocar todas as cartas na mesa. Passando mal de tanto comer com o mix mussarela&brigadeiro, veio a ideia: escrever semanalmente o que vivi nos últimos 7 dias, porque “cara, não é possível que isso tudo aconteça com você” e “suas histórias são bizarras”.

Famoso balanço. Recebi 54 emails nesse 1 ano de GWS e vamos dizer que, mais ou menos metade, eram sobre dúvidas e curiosidades sexuais. O email vencedor é, com certeza, de você que me pediu ajuda de como conversar com seu namorado porque “ele só quer me comer com a perna pra cima e acho meio desconfortável mas não sei como dizer isso pra ele”. Uns 15 desses emails eram pra me chamar pra sair e nenhum foi além do virtual. Eu só queria beber uma cerveja e falar mal daquele que te fez sofrer, a gente ia poder dividir experiências e sei lá, de repente podia rolar um lance?

Demorei pra entender o ritmo da coluna. Vocês na maioria das vezes não queriam saber se eu tava trepando e ficando com a pele boa ou não, queriam sempre sangue&suor. Os posts que mais deram certo, entre likes e compartilhamentos, foram: #4 a barata que invadiu a minha casa, #11 a fantástica história do cocô no motel, #18 meus vizinhos e suas rotinas, #25 o hype vai te pegar, #28 quando eu achei que a vida ia melhorar, #31 a primeira campanha #façaamornãofaçajogo, #38 a explicação de todos os meus pés na bunda e o #40, sobre a divisão do mundo segundo Sex And The City. Vale a pena reler tudo de novo.

Consegui uma vez realizar o desejo de me sentir uma subcelebridade-tosca quando fui abordado num bar por uma leitora. Rolou selfie e um bate-bola sobre quem valia a pena caçar no barzinho. Fico feliz demais quando consigo falar qualquer coisa que vocês se identificam e isso que me faz ter um bloco de notas aberto 24h por dia pra fazer todas situações insignificativas se tornarem significativas.

Ficou pra história aquele #PBNencontroGWS mas acho que o verão tá chegando e de repente podia rolar uma praiosa, um skibunda maneiro, um caldo no Atlântico com sol pra pegar aquele bronze, tirar aquela marca cafona de regata etc. Semana que vem é meu aniversário e espero que nesse novo ano, da vida e da coluna, tudo possa ser um pouco menos sofrido. Ou não, porque é isso, sem drama não tem coluna e vice-versa.

Nina Lemos, colunista que admiro, já dizia: “as vezes tudo que você precisa é de um TJ”. Tamo junto! Tamo junto Xico Sá! Vem pro GWS! Feliz ano novo!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

 

assinatura Gian_5

Tags:


9 + 9 =


0 Comentários