SEAPUNK: Uma nova tribo de surfistas do punk.

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Já faz um tempo que a gente aqui do GWS tem reparado que o universo praiano vinha se transformando e abandonando as características clássicas de um universo Jack Johnson. Tanto que escrevemos ano passado o post Sereias: As novas queridinhas da cultura pop e mergulhamos no universo de Spring Breakers.

Estava eu nesse domingo lendo o caderno ELA, do jornal O Globo, quando tive a surpresa agradável de ver que o novo editorial era inspirado no movimento SEAPUNK. Eu já andava pesquisando, lendo e salvando fotos sobre o tema, então achei que essa segunda-feira seria um bom dia para falar sobre isso.

Essa nova tribo onde os adeptos são em sua maioria a geração Z,  ainda não se tornou muito popular, mas elementos característicos dos adeptos já conquistaram capas de revistas, o coração de alguns estilistas como Karl Lagerfeld e Riccardo Tisci e musas da música pop como Nicki Minaj e Katy Perry. Já Lady Gaga fez o copia e cola do universo SEAPUNK no clipe de “You and I”. O movimento é tão bem amarrado que já conta com suas próprias musas e influenciadores como a cantora Zombelle, o DJ Ultrademon, a banda Unicorn Kid e Gwen Stefani nos anos 90Sim, como toda cena, eles também possuem o seu próprio estilo musical: house e techno dos anos 90 se misturam com sons marinhos e barulhos de videogames e o new age.

O Seapunk dá cores à estética punk com elementos inspirados no fundo do mar e no surf. A origem do movimento tem muitos boatos…Tem gente que diz que ele começou na Califórnia, outros em Londres, algumas no Japão. O que se sabe é que os principais porta-vozes do movimentos estão em Chicago nos Estados unidos. A filosofia é baseada no lema “life is a beach” (“a vida é uma praia”), que gira em torno de ideais ravers de paz, amor e unidade, além de uma visão cyberutópica de um paraíso digital.

A mistura de roupas que remetem a rave dos anos 90, estampas praianas, elementos do surf, o colorido de tons pastel, o kitsch, imagens pixeladas, símbolos da internet, cabelos coloridos, TIE DYE psicodélico , sereias, tubarões, os óculos redondinhos com holograma, creepers e o símbolo yin-yang são alguns dos elementos chave na composição do SEAPUNK.

Em Los Angeles, Londres, Chicago e Berlim já aconteceram algumas festas e encontros do movimento, mas a verdadeira casa dos seapunks é a internet, mais especificamente o Tumblr.

A atmosfera pode ser definida com a frase: “A pequena sereia virou punk.”

Você pode até não se adepta do movimento, mas os elementos prometem influenciar e muito próximos verões.

Tags:


2 + 3 =



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?id=http://www.gwsmag.com/seapunk-uma-nova-tribo-de-surfistas-do-punk/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/comments.php on line 60

0 Comentários