5 Coisas que não dou a mínima: Ju Romano

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Não temos palavras pra descrever o quanto a Ju Romano nos inspira todos os dias. Quando descobrimos o blog dela pela primeira vez, o “Entre topetes e vinis”, foi um respiro de alívio. Ver que tem gente falando de moda plus size sem pedir licença e fazendo conteúdo de beleza de um jeito empoderador nos dá uma esperança danada de que, ao contrário do que parece, a blogosfera não está perdida em ostentação e glamour.

Dona de uma opinião firme e linda que só ela, a Ju Romano é uma garota que não tem medo ir na contramão das imposições sociais. Assim, ela vai espalhando amor próprio por aí, ajudando cada dia mais leitoras a serem felizes consigo mesmas, criativas com seus armários e de bem com seus corpos. Quer um exemplo? A Ju criou uma tag chamada #agordaeamagra, em que ela tira uma foto usando o mesmo look que uma amiga magrinha pra mostrar como você pode SIM vestir a roupa que quiser, independente do seu tipo de corpo ou tamanho de manequim.

Coisa linda de se ver.

Mas vamos logo dar uma olhada nas 5 coisas que ela não dá a mínima? Certeza que vocês vão se identificar ou se inspirar (MUITO!).

Ju-Romano-5-coisas

1. Gordura corporal

Sabe aquela embaixo do sutiã, que divide as costas ao meio? Ou aquela que fica entre o peito e a axila? Tenho mesmo… E não dou a mínima. Algumas, como os pneuzinhos laterais, até cultivo com carinho.

2. Dar desculpas para emagrecer

Nada faz meus olhos revirarem na órbita mais do que ver uma pessoa fazendo uma dieta ultrarradical (daquelas que mais prejudicam do que ajudam) e soltando a frase “preciso perder uns quilinhos… Por saúde, sabe?”. Amiga, se você quer ficar magra com uma dieta maluca, isso é uma decisão sua, não precisa ficar arrumando desculpas. O corpo é seu, faça o que quiser com ele e assuma.

3. Cagar regra de saúde na vida dos outros

Cansa minha beleza o terrorismo da saúde. Cada um cuida da sua do jeito que achar melhor e as consequências de não cuidar da sua saúde serão só suas. Se quiser ter uma vida fitness, ótimo, se não quiser e preferir ser junkie e correr os riscos, também ótimo! Você não tem que seguir um estilo de vida só porque os outros acham que é o ideal, só você sabe o que é melhor para você mesma.

Nota: cuidar da saúde e viver uma vida equilibrada é uma ótima decisão na minha opinião, mas não acho que ninguém é dono de ninguém para ficar cagando regra na vida dos outros.

4. Regras da moda

Uma coisa que aprendi: regras foram feitas para serem quebradas. Quem é você pra me dizer o que fica ou não melhor no meu corpo? Quem diz o que tenho ou não que usar? Por acaso são os ditadores da moda que pagam minhas contas? Uma expressão apenas: não sou obrigada! E sempre o que é proibido é mais gostoso…

5. Sentimento de superioridade

Você é mais rica, mais bonita, mais inteligente, mais magra ou mais bem sucedida que eu? Que bom! Não dou a mínima… E continuo não achando que sou inferior a ninguém apenas porque sou diferente.

Pra acompanhar a Ju: Instagram . Twitter . Facebook . Blog

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/5-coisas-que-nao-dou-a-minima-ju-romano/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

5 coisas que não dou a mínima – Titi Müller

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Nossa participante da vez da tag “5 coisas que não dou a mínima” é dessas garotas que representam muito bem o #girlpower: Titi Müller! Ela é apresentadora, atriz, estilista, feminista, linda e gente boa pra caramba. Precisa de mais?

Ela ficou nacionalmente conhecida depois de ser VJ da MTV durante 5 temporadas. Lá, ela apresentou alguns programas como o Acesso MTV, Podsex e MTV sem Vergonha, esses dois últimos, ela falava sobre sexo, com a naturalidade que o assunto pede e, principalmente, abordava o tema de um ponto de vista feminista e por conta disso, a gente tem certeza que Titi ajudou muita garota a se descobrir sexualmente, a se permitir e a não aceitar nada na hora do sexo só para “agradar” o outro. Amamos também quando Titi  fez uma coleção inteirinha no começo desse ano, para a marca Liverpool, chamada La Dolce Vita! Uma coleção totalmente “off” tendências, em que ela realmente desenhou o que gosta e usa. O resultado? Peças com carinha retrô e ares sessentistas. Como se tudo isso não fosse suficiente pra ela ser uma mina foda, esse ano ela também estreou nos cinemas com uma participação no filme de comédia Do Lado De Fora.

Hoje ela é apresentadora do canal Multishow, onde cobre as transmissões ao vivo do canal e também apresenta o programa de viagens “Anota Aí” que é uma volta ao mundo em 40 dias mostrando 10 dicas que fogem do comum e são mega úteis, como por exemplo: 10 pizzas de encher a barriga. Aí a gente viu vantagem.

Agora vem ver as 5 coisas que a Titi não dá a mínima e vê se rola aquela identificação!

titi-muller2

1. Ser tirada pra puta

Isso acontece desde antes da minha primeira aparição na MTV falando “pinto”, em 2009. Sempre dei para quem eu quis e boa parte das vezes na primeira, falei sobre sexo sem pudores a vida inteira e não sinto nenhuma culpa em relação a isso. Se isso é ser puta, ok, sou puta! O que me deixa ~puta~ é quando vem um cretino e fala isso de um jeito escroto e machista, me reduzindo a apenas esse tema. Mas na maioria das vezes, pra mim, puta não é ofensa. É característica.

2.Tendências

Tenho o mesmo estilo retrô sessentinha desde sempre. Aos 13 anos aprendi a costurar e passei a usar vestidos confeccionados por mim, todos muito parecidos. Meu eu armário é tão monotemático quanto o da Mônica: apenas vestidos com a cintura alta marcada e saias rodadas. É o que me favorece, me sinto confortável e desafio alguém a me convencer a usar uma calça saruel, mesmo se ela voltar com tudo no inverno 2016 e virar item “obrigatório”. Só a palavra “obrigatório” quando estamos falando de roupas já me dá enjoo.

 3.Gafes ao vivo

Recentemente soltei um “caralho” na transmissão do Paul Mccartney no Multishow. Foi um caralho feliz, estava mega emocionada por estar na cobertura do show do meu maior ídolo. No dia seguinte alguns sites noticiaram a “gafe”, dizendo que meu áudio vazou e deu para me escutar xingando e falando palavrão. Amigos jornalistas: eu sabia que estava ao vivo e aquilo não foi um piti. E não foi a primeira vez nem será a última vez que ganho “aspas” por falar palavrão. Imprensa limitadaZzzzZ

 4.Pagar a conta

Paguei muita conta do casal sozinha e quando tenho condi$ões não dou a mínima. Essa vida é uma montanha russa e não me importo que paguem pra mim também, principalmente quando a vaca está magra.

 5.Fiscal de cu

A natureza é perfeita e deu apenas um orifício anal para cada indivíduo para que todos cuidem do seu e de mais ninguém. Amplio aqui o conceito de cu para tudo: aparelho reprodutor, peso e escolhas amorosas. E cuidado: existe muito fiscal de cu disfarçado de amigo querendo aconselhar. Recomendo atenção.

Para acompanhar a Titi: Instagram // Twitter // Facebook

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/5-coisas-que-nao-dou-a-minima-titi-muller/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

5 Coisas que não dou a mínima – Stephanie Noelle

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Novembro chegou e com ele mais uma convidada muito amor pro nosso “5 coisas que não dou a mínima”! Este mês é uma honra receber nossa amiga querida, blogueira mega inspiradora e jornalista de mão cheia, a Stephanie Noelle.

Ela tem um blog chamado Chez Noelle (visite AGORA se você ainda não conhece), que fala sobre beleza, mas não é do jeito que a gente tá acostumada a ver por aí. A Sté é uma garota incrível, muito engajada na luta contra a ditadura dos padrões e incentivadora da autoestima e beleza real. Tão engajada que o projeto de TCC da moça foi a revista JUNO, uma revista com a linha editorial bem diferente do que a gente vê por aí, já que a proposta é que você se respeite, se ame e valorize as diferenças. Que mostrasse que sim, você pode ser quem você quiser ser. E ser feliz assim. Se sentir bem assim. Se amar assim.

Além disso, ela tem uma tragetória admirável como jornalista de moda. Formada em Jornalismo na Eca-Usp, tem passagens pelo Portal FFW, Revistas Criativa, Shopping Iguatemi, Melissa, e pelos blogs Modices e Oficina de Estilo. Era responsável pela parte de Beleza da L’Officiel Brasil, e atualmente trabalha na Glamour Brasil.

Não é demais a carreira e personalidade desta menina?

Agora vamos logo pras 5 coisas que ela não liga nenhum pouco.

Stephanie-Noele

 1. Atitude blasé

Nossa, não vejo nenhuma graça nessa “cultura” de ser blasé, de não se empolgar com as coisas, de achar tudo chato, sem graça, sem emoção, de reclamar de tudo. Ah, e essa mania que a galera tem de não ser feliz nunca? Nossa, jamais! Sou bem o contrário. Quando tô feliz, não tenho vergonha de escancarar o que tô sentindo por dentro. Sou o terror dos blasés hahaha!

2. Ser a chata feminista

Não consigo ficar de boca fechada quando ouço algum comentário machista (ou racista/homofóbico/preconceituoso, vale dizer), tanto é que vira e mexe alguém fala “lá vem a Stephanie com seu discurso…” e aquela entonação do saco cheio da pessoa. E eu ó, tô bem de boa. Sou patrulha mesmo. Ué, se a galera pode falar quantas abobrinhas quiser, eu posso responder também, né? É tipo aquele meme: vai ter discurso feminista sim, e se reclamar vão ter dois!

3. Carros

Zzzzzzzz! Não dirijo, não tenho carro e não tenho vontade de nenhum dos dois. Vira e mexe alguém da família ou algum conhecido pergunta “e aí, quando é que vai comprar um carro? fulano já comprou”, como se só o ato de comprar um carro e dirigi-lo fosse tirar o adesivo de perdedora que está grudado na minha testa. Que conceito mais antigo, né?

4. Hipsterismo

Aquela banda que só três pessoas conhecem, o restaurante que é o “point dos modernos”, a coisa “que ninguém tá falando”, nossa… Eis algo que eu realmente não dou a mínima. Eu sou do mainstream, hihihi. E não vejo problema em gostar de algo que tá todo mundo gostando ;)

5. Regras de relacionamento

Todo dia alguém me fala uma regra nova “ah, não pode falar X coisa pro namorado”, “ah, tem que ser assim pra dar certo”, “nossa, mas se você fizer isso vai dar errado, hein!” e por aí vai. Poderia escrever um livro com todas. E ainda assim… Ignoro lindamente todas elas. Que as pessoas adoram meter o bedelho na vida alheia, a gente já sabe. Mas nunca vi tanto conselho ruim junto, hahaha! Coisas do arco da velha, de relacionamentos do tempo das nossas avós, e a galera insiste em perpetuar. Falar isso pra ele entender aquilo, não falar sobre como está se sentindo, não deixar ele fazer isso ou aquilo… E mesmo não levando nada disso pra mim, tô super feliz, ó que coisa boa!

E aí, se indentificou?

Pra saber mais da Noelle, segue ela nas redes socias:

Blog * Twitter * Instagram * Facebook

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/5-coisas-que-nao-dou-a-minima-stephanie-noelle/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

5 Coisas que não dou a mínima – Bruna Vieira

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

No momento estamos as três dando pulinhos de alegria por ter uma garota tão legal, gentil e talentosa aqui na nossa tag querida “5 Coisas que nãou dou a mínima”. hahaha É sério, estamos mesmo na maior alegria.

A Bruna Vieira é um mega fenômeno da internet e ao mesmo tempo uma garota super simples, pé no chão e dedicada ao extremo. Assim como muitas outras blogueiras, criou o seu blog, o Depois dos Quinze, sem muita pretensão. A diferença é que a Bruna seguiu seu caminho com muita coragem, colocando seus sentimentos mais intensos pra fora através de textos e crônicas, e que por serem tão sinceros e “vida real”, atingiram o coração de milhões de leitoras (e leitores) pelo Brasil afora.

Nacida em Leopoldina, interior de Minas, a Bruna foi morar sozinha em São Paulo pra correr atrás dos sonhos dela. Hoje com 20 anos, além do blog, ela é colunista da Capricho e escritora. Sim, ela já escreveu dois livros de crônicas, e está no seu segundo romance, chamado “De volta aos sonhos”, que faz parte da série “Meu primeiro blog”.

Ultimamente ela anda viajando pelo Brasil pra divulgar o “De volta aos sonhos”, então fica de olho no blog dela pra saber se tem evento na sua cidade. ;)

Bruna-Vieira

Mas agora chega de rasgação de seda e vamos logo ver quais são as coisas que a Bruna contou pra gente que ela não liga nenhum pouquinho?

01. “Você precisa entrar na faculdade”

Comecei o blog quando tinha quinze anos e desde então, principalmente quando terminei o ensino médio, virou oficialmente meu trabalho. Graças a ele tive oportunidades incríveis como ser colunista de uma revista teen e publicar livros. Muita gente coloca pressão e diz que eu já deveria estar na faculdade. Sei o quanto é importante um curso superior, mas acho que é tudo uma questão de prioridades. No momento quero aproveitar todas as oportunidades e continuar fazendo cursos que me permitam continuar atualizando o blog e escrevendo na velocidade atual. Odeio essa mania das pessoas de querer que as coisas aconteçam na mesma velocidade pra todo mundo. Faculdade não garante nada. Trabalho duro sim. Ah, e eu só tenho 20 anos. Ainda posso começar ano que vem (se achar que conseguirei conciliar tudo).

02. Balada

Eu gosto de dançar, mas não curto muito o ambiente balada. Vou quando uma amiga me carrega ou quando me chamam pra tocar, mas na maioria das vezes eu realmente gostaria de estar na minha casa assistindo alguma coisa no Netflix e comendo pipoca.

03. “Você deveria encontrar alguém”

Não dou bola pra quem quer cagar regra na vida sentimental dos outros. Detesto essa imposição de que só seremos felizes se estivermos amando alguém. Essa dependência que querem que todo mundo sinta, sabe? Eu me encontrei e foi difícil pra caramba. Tô descobrindo as coisas que gosto e se aparecer alguém, melhor ainda. Minha felicidade não depende de homem.

04. Doce

A maioria das minhas amigas piram na hora de pedir a sobremesa. Meu negócio é com o prato principal mesmo e quanto mais simples melhor. Amo feijão, farofa e ovo frito. Não troco por nenhum doce bonito que gera likes no Instagram. hahah

05. Meus defeitinhos

Sou estrábica, tenho uma cicatriz na barriga porque tive apendicite (e deu merda), uso sapato 40 e meu peito esqueceu de crescer. Quando eu era mais nova isso me deixava insegura, tinha medo do que as pessoas iriam comentar se soubessem, mas agora vejo como peculiaridades. Só existe uma Bruna Corrêa Vieira assim no mundo. Euzinha! :P
E aí, se identificou com alguma das 5 coisas? Ou com todas? Queremos muito saber, então contaí nos comentários!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.girlswithstyle.com.br/5-coisas-que-nao-dou-a-minima-bruna-vieira/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags: