6 dicas para melhorar seu texto para o Google

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Se você é blogueiro, jornalista ou cria conteúdo na internet deve se perguntar como faz para melhorar seu texto para o Google e já deve ter se deparado com a sigla SEO. Mas o que isso significa? SEO, nada mais é que Search Engine Optimization, ou em bom português, Otimização para Motores de Busca. Se mesmo assim, você não entendeu nada, a gente te explica. Cada vez que uma pessoa faz uma pesquisa nos buscadores – como Google, Bing, etc. -, os mesmos rastreiam em busca do melhor resultado. Quando um site ou blog é otimizado (ou tem um bom SEO), em resumo, o conteúdo deles aparece mais vezes e em posições mais altas para os usuários.

6 dicas para melhorar seu texto para o Google

Listamos seis dicas de ouro para já começar a fazer no seu conteúdo:

1 – Título é tudo

A primeira coisa que o Google lê é o título da sua publicação. Por isso, tenha em mente quais palavras-chave você quer destacar no seu texto e as coloque mais à esquerda do título. Se você vai escrever uma postagem sobre “água da chuva”, tente, ao máximo, colocar esse termo no ínicio do título.

2 – As imagens também são indexáveis

Tem gente que esquece, mas muitas buscas são feitas no Google Imagens. Assim, além do no próprio nome da imagem (foto.jpg), também preencha o campo de “alt text” que aparece na sua plataforma de publicação.

3 – Tudo no primeiro parágrafo

Eu gosto de dizer que o Google não curte muito surpresas. Se ele tiver que ler dois parágrafos para entender qual o assunto do seu post, pode ter certeza que não vai “gostar”. Assim, como em um texto jornalístico fale no primeiro parágrafo sobre seu assunto principal, bem como use as palavras-chave.

4 – Linkbuild

Essa é uma estratégia muito importante para que seu site seja mais conhecido pelo Google. Consiste em troca de link entre seu site e outros sites da internet. Você pode e deve colocar links para outros sites que achar relevante às suas postagens. Mas isso tem que ser feito de maneira natural, o outro site curtiu sua postagem e fez um link para você. Caso contrário, o Google pode te penalizar se perceber que você está fazer um troca combinada.

5 – Conteúdo recorrente

Se você fala sempre de um assunto, o Google vai começar a entender que esse tópico é importante no seu blog/site. Com isso, ele vai aumentar sua relevância sobre esses temas, se você fala bastante de games, você vai começar a ter relevância nesse assunto, por exemplo.

6 – URL amigável

Sabia que em muitos dos casos, pode-se criar um título X e um URL Y? Você criou um título bacana para otimizar e ainda dar um charme editorial, mas na hora de ver a URL, ela não ficou o que você queria. Dessa maneira, você pode colocar só palavras-chave.

Exemplo:
Ruim – www.amanhaeuteconto.com.br/arquivo/x33874
Melhor seria ter o título da matéria ou tema na URL:
www.amanhaeuteconto.com.br/6-dicas-rachel-zoe-vida-profissional/

Essas são dicas básicas para você começar a melhorar seu conteúdo para o Google! Quer saber mais? Tem dúvidas? Quer colocar em prática? Vai rolar curso de SEO – Otimização no resultado de busca no Espaço Criativo GWS!  Inscrições e mais informações: aqui!seo-otimizacao-capa

 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/6-dicas-para-melhorar-seu-texto-para-o-google/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Consumo: Um ato social ou futilidade? E pra onde vamos em tempos tão inconstantes

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Para muitas pessoas o consumo se tornou um dos maiores vilões do mundo contemporâneo. É muito comum escutarmos falar que parte das crises ambientais e sociais são consequências do chamado “consumismo” e que está nas mãos de nós, consumidores e consumidoras, parte da solução para os problemas que estamos vivendo. O incompatível nisso tudo é que quando ocorrem crises econômicas, somos chamadas para consumir mais para tentar “salvar” a economia, já perceberam?

henn kim

(Ilustração: Henn Kim)

No entanto, pouco se fala nos impactos gerados pela produção em si. Na visão moralista da relação produção – consumo, aqueles que produzem estão “salvos”, pois produzir é trabalhar e trabalhar é um ato digno, já o consumo estaria mais relacionado com futilidade e a pessoas desconectadas da realidade. Mas o consumo é um ato social. Consumimos para nos relacionar, para nos diferenciar, para nos aproximar ou afastar de determinados grupos e comportamentos.

Consumir não significa somente comprar. Consumir está diretamente ligado às nossas práticas diárias e nem sempre passa pelo ato de comprar. Fazendo reflexões desse tipo podemos colocar o consumo num outro lugar. As novas práticas de consumo que têm (re)surgido, como a colaboração e o compartilhamento, por exemplo, estão aí para mostrar que o consumo pode sim ser um atalho para a mudança social e econômica que se faz cada vez mais necessária no mundo em que vivemos e com isso, ainda temos a oportunidade de restabelecer vínculos sociais e recriar comunidades.

Repensar o consumo e reconhecer suas funções sociais, observar as novas formas de consumir que estão aparecendo pelo mundo todo, atribuir um novo significado a produção e as relações de trabalho através de movimentos como a colaboração e o compartilhamento, são alguns dos temas que serão tratados no curso “Novos Paradigmas do Consumo”, que vai acontecer no Espaço Criativo GWS. Vamos fornecer ferramentas para a compreensão das mudanças sociais e comportamentais que nos trouxeram até este momento e para a identificação e decodificação das manifestações culturais que estão se formando a partir dessas transformações.

novos-paradigmas-de-consumo-elis-vasconcelos-2-gws

Ao longo de três encontros, vamos refletir e trocar ideias sobre como indivíduos, marcas e empresas dos mais diversos segmentos podem se posicionar num momento em que tudo parece inconstante. Iremos conversar também sobre a chamada “nova economia”, novas formas de consumo, valor compartilhado, entre outros assuntos que estão ganhando cada vez mais visibilidade no mercado e nas relações sociais.

— ♥ —

assinatura_elis-vasconcellos


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/consumo-um-ato-social-ou-futilidade-e-pra-onde-vamos-em-tempos-tao-inconstantes/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Como trabalhar com Jornalismo de Moda, com Luiza Brasil

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Pra quem não sabe, abrimos as portas do Espaço Criativo GWS em grande estilo! O primeiro curso que rolou por aqui, foi jornalismo de moda com a Luiza Brasil, a Mequetrfismos, uma garota que a gente admira demais, já foi musa 10 coisas e tem uma carreira profissional incrível. Nosso encontro por aqui foi tão legal que achamos que rendia um vídeo sobre o tema. Como é trabalhar com jornalismo de moda? O que é melhor, ser formada em moda ou jornalismo? Como entrar em um meio totalmente desconhecido? Tem muita dica boa e um pouco da história da carreira dela.

Quem perdeu a primeira edição, se liga: Em 2017 tem mais Luiza Brasil no GWS! Não conhece nosso canal no youtube? Tem muita coisa legal por lá! Assina, dá aquele like esperto e fica ligada na gente por lá também.

Tem dúvidas sobre a profissão ou a carreira da Luiza? Deixa sua pergunta aqui ou no vídeo que a gente passa pra ela.


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/como-trabalhar-com-jornalismo-de-moda-com-luiza-brasil/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
2 Comentários

Tags:

Espaço Criativo GWS: Um espaço focado no desenvolvimento pessoal e profissional das mulheres

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

landau_espaco_gws_19Marie Victorino e Nuta Vasconcellos (Foto: Lucas Landau)

Esse post demorou, mas chegou! Era para ele ter rolado antes do nosso primeiro curso, antes da gente abrir as portas do Espaço Criativo GWS, mas foi tudo acontecendo tão rápido, ficamos tão ocupadas e atarefadas com tudo que não deu tempo. Mas tudo bem! Nunca é tarde pra gente falar um pouco mais sobre o espaço, fazer uma apresentação formal e mostrar tudo pra vocês.

espaco-gws_camisa-preta-filmes-5511O projeto do espaço foi feito pelos arquitetos Monica Montenegro e Marcio França da MontenegroFrança com a ideia de ser multifuncional. A mesma sala pode oferecer diferentes tipos de formatação e tudo muda de lugar! (Foto:Léo Mello da Camisa Pretas filmes)

espaco-gws_camisa-preta-filmes-5577(Foto:Léo Mello da Camisa Pretas filmes)

Primeiro, como isso tudo aconteceu? Como e quando surgiu a ideia de criar um espaço físico para o GWS? Na verdade, desde sempre! Sempre tivemos a consciência que o espaço físico seria uma consequência natural do nosso trabalho. Esse desejo cresceu, a oportunidade surgiu e falamos: “é agora”! Era só colocar a mão na massa e investir, porque o projeto de como seria já existia nas nossas cabeças há anos. O espaço é uma grande conquista para o GWS e o pontapé inicial de vários projetos que temos em mente. Temos como proposta ser uma plataforma independente, com a vontade de enriquecer a vida das mulheres através de um conteúdo empoderador.

espaco-gws_camisa-preta-filmes-5516(Foto:Léo Mello da Camisa Pretas filmes)

Nosso espaço offline fica na Rua Marquês de Abrantes, no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro e lá queremos despertar o lado empreendedor e o desenvolvimento profissional das garotas, sempre com foco na autoestima e amor próprio. O espaço vai estar de portas abertas para cursos, palestras, workshops, reuniões e mais um monte de coisas, que inclusive, vocês podem e devem propor pra gente porque além dos eventos organizados por nós, o espaço está aberto a propostas e necessidades de outras mulheres. Está procurando um lugar pra ministrar seu curso? Ou fazer uma reunião? Ou até fazer um trabalho de faculdade? Fala com a gente! Vamos pensar na melhor forma de você usar o Espaço Criativo GWS. Vamos crescer e nos desenvolver juntas.

espaco-gws_camisa-preta-filmes-5522(Foto:Léo Mello da Camisa Pretas filmes)

Além de cursos das mais diversas áreas profissionais, também vamos fazer encontros para tomar um chá e papear, sessões de cinema, oficinas místicas, de bordado, ilustração e D.I.Y e mesas de debate sobre os mais variados temas que fazem parte da realidade da mulher. Para saber sempre o que está rolando no espaço e se inscrever é só ficar de olho na nossa loja. Nessa nova fase do GWS é importante que a gente cite quem apostou na ideia e ajudou a gente a realizar tudo isso. Além do escritório de arquitetura MontenegroFrança, que conseguiu transformar o que tínhamos na mente em um lugar real, todas as alunas ganham material para o curso e tudo exclusivo do GWS: Lápis, caderno e adesivo feito com muito carinho pela gráfica Vizooart e os patches exclusivos, que são da nossa parceria com a Toca dos Bordados. Além disso a LUSH! Sim, a marca de cosméticos naturais e veganos embarcou nessa com a gente e está apoiando o projeto. Fizemos um vídeozinho em parceria com a Camisa Preta, falando mais sobre tudo e mostrando cada detalhe pra vocês! Isso sem contar os amigos (e namorado!) que embarcaram nessa com a gente e ajudaram com decoração, frete das coisas, indicações, paciência… Obrigada Maria, Pedro, ‘Lobinho’, Landau e todo mundo que mandou energias positivas mesmo de longe!

Queremos que tudo no Espaço tenha a mesma linguagem divertida, leve e acessível do blog e que no final das contas seja sempre um grande encontro de amigas! A ideia é desenvolver um lugar onde mulheres falem para mulheres, porque acreditamos que toda garota tem algo incrível para mostrar pro mundo. 


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/espaco-criativo-gws-um-espaco-focado-no-desenvolvimento-pessoal-e-profissional-das-mulheres/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
4 Comentários

Tags:

12