O que é empreender?

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Antes de tudo, prazer :) Somos a Fê e a Ju da Nós e nas próximas semanas vamos falar um pouco sobre “empreender/empreendedorismo” por aqui. Estamos super animadas (e honradas) de colocar o pézinho (e o coração) nesse lugar tão especial que é o GWS. Que prazer dividir e aprender nesse espaço colaborativo cheio de mulheres incríveis!

Para começar, o começo. O que é empreender? 

Iniciamos pelo google: um dos significados que ele traz é “decidir realizar (tarefa difícil e trabalhosa); tentar”. Na Endeavor, rapidamente, achamos mais 15 significados (nenhum vindo de uma mulher, por sinal =O alô igualdade em 2017!). No Sebrae, mais uns tantos. A verdade é que tem muito conteúdo técnico e teórico bem bom disponível por aí e, por isso, resolvemos dividir com vocês o nosso ponto de vista, baseado em nossas experiências pessoais e com nossos clientes.

empreender-gws

Para nós, mais do que um conceito fechado, empreender é um movimento, uma intenção, um conjunto de ações.  É uma atitude perante a vida. Nesse texto, para não perdermos o foco, vamos fazer um recorte sobre a área profissional, mas a gente realmente acredita que empreender está bem além dela. Por sinal, aquele significado que o Google trouxe fez TANTO sentido pra gente que já colocamos na nossa estante de referências.

Quando falamos em ser uma atitude, uma intenção, nos referimos a um conjunto de decisões (racionais e emocionais), e de comportamentos que permeiam a vida de quem decide empreender. Aqui entram a disponibilidade interna necessária para fazer e refazer quantas vezes forem necessárias, a vulnerabilidade de aceitar o desconhecido (dentro e fora da gente;) e pedir ajuda nos momentos difíceis, a visão macro de negócio que se faz necessária. Para as mais arrojadas, a firmeza em um pitch de investimento, para as microempreendedoras, o conhecimento básico em finanças, marketing, design e vendas (o típico se vira nos 30). Em todos os casos, um grande exercício de foco, resistência e resiliência, uma busca genuína por uma ideia maior, a vontade latente de fazer diferente. Aliás, o fazer é um outro ponto intrínseco ao “o que é empreender” para nós.

o-que-e-empreender-gws

Empreender, dentro da nossa compreensão, sempre envolve o fazer. É tirar ideia da cabeça e colocar no papel. Tirar do papel e colocar no mundo. É parar de falar “vamos marcar”, e sair para tomar café, almoçar, fazer reunião com aquelas pessoas que você sabe que podem ajudar. É contar o seu sonho pro namorado ou namorada, pras amigas, pra família e não só pro travesseiro. É planejar um pouco e prototipar muito. É tentar, acertar, melhorar, errar e acertar de novo. É sensação de dever cumprido, de sonho sonhado e materializado.

Por fim, é uma montanha-russa de emoções (por mais clichê que seja). Longe de ser fácil, longe de ser pra todas (tem bastante gente que prefere o chão firme), mas acessível e possível para quem quiser. Mais do que tudo, acreditamos que quando nós, você ou qualquer outra pessoa escolhe esse caminho, existem ferramentas e conhecimentos que tornam ele menos sofrido e ainda mais prazeroso. E que, no fundo, tem bem mais a ver com se conhecer, olhar pra dentro e se permitir, do que entender sobre investimento ou fluxo de caixa.

Quero empreender, e aí? Esse é o título do curso que vai rolar lá no Espaço Criativo GWS e vai te ajudar a tirar as ideias do papel e colocar seu negócio pra funcionar ou impulsionar aquele que já saiu do papel, mas ainda precisa de um belo empurrão. Essas questões abordadas no post e outras serão abordadas em 6 horas de aula. Mais informações aqui: GWSnoscoach

— ♥ —

assinatura_2017_nos-coaching


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/o-que-e-empreender/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Chá de autoestima: Encontro gratuito no Espaço Criativo GWS!

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

cha_deautoestima-convite

Já estávamos com saudade! Fazia tempo que a gente queria fazer um evento gratuito e reunir novamente nossas leitoras e amigas em um evento do GWS! Como em todo evento nosso, queremos mais do que um dia para tricotar. Queremos um dia que, de fato, fosse especial para nós e que acrescentasse algo para a vida de vocês. E foi pensando em todos esses itens que desenvolvemos mais um encontro criativo, dessa vez, chamado “Chá de autoestima”. Por que esse nome? Porque vai ter muito chá geladinho com uma receita especial com folhas e flores que ajudam a gente a construir nossa autoestima, presentinhos e muito papo sobre amor próprio. Mas será mais que um encontro, vamos fazer um workshop e abrir discussões para melhorar a sua autoestima e aprender a exercitar a ter uma atitude mais positiva sobre seu corpo, suas roupas e sua capacidade física e emocional. Afinal, antes de qualquer habilidade, diploma ou oportunidade, a autoestima é a chave para uma vida feliz, bem sucedida, realizada e saudável. A ideia é fazer um curso mesmo e aplicar nossa visão em relação a nós mesmas. O bate-papo vai ser comigo, Nuta Vasconcellos!

Chá de autoestima
sexta-feira 10/03/17 às 15 horas

Bloco 1 – Por que precisamos falar sobre autoestima?
Crescemos com uma pressão enorme de família, mídia e até professores dizendo como devemos ser e como devemos nos comportar. Como conseguir ser você mesma e ser bem sucedida estando insegura sobre quem você é?

Bloco 2 – Ter autoestima significa não querer mudar nada em você?
Se amar não significa ter uma confiança inabalável e nem forçar a achar lindo o que você não gosta em você. Ter amor próprio é sobre aprender a se sentir digna e capaz e saber que transformações são fruto do amor e não do ódio.

Bloco 3- Autoestima e a moda

Uma roupa sem você dentro é só um pedaço de pano. Aprenda a ter uma relação mais saudável com a moda, como desenvolver seu estilo e dicas infalíveis para se sentir melhor com você mesma e com as suas escolhas de moda.

Bloco 4- O sucesso está relacionado diretamente a sua autoestima

Ter confiança te motiva e te impulsiona a seguir seus sonhos e ir atrás de oportunidades. Como acreditar na sua capacidade e tirar os planos do papel

Bloco 5 – Vamos exercitar essas ideias?

Vamos compartilhar histórias e fazer juntas exercícios que estimulem a nossa autoestima e nos ajude a entender melhor nosso corpo e nossa mente.

Espaço Criativo GWS: Flamengo, Rio de Janeiro – RJ

O EVENTO É GRATUITO MAS AS VAGAS SÃO LIMITADAS!

Interessadas e-mail: gws@gwsmag.com assunto: Inscrição Chá de Autoestima

Vem que vai ser lindo!

assinatura_2016_nuta-vasconcellos1


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/cha-de-autoestima-encontro-gratuito-no-espaco-criativo-gws/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

6 dicas para melhorar seu texto para o Google

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Se você é blogueiro, jornalista ou cria conteúdo na internet deve se perguntar como faz para melhorar seu texto para o Google e já deve ter se deparado com a sigla SEO. Mas o que isso significa? SEO, nada mais é que Search Engine Optimization, ou em bom português, Otimização para Motores de Busca. Se mesmo assim, você não entendeu nada, a gente te explica. Cada vez que uma pessoa faz uma pesquisa nos buscadores – como Google, Bing, etc. -, os mesmos rastreiam em busca do melhor resultado. Quando um site ou blog é otimizado (ou tem um bom SEO), em resumo, o conteúdo deles aparece mais vezes e em posições mais altas para os usuários.

6 dicas para melhorar seu texto para o Google

Listamos seis dicas de ouro para já começar a fazer no seu conteúdo:

1 – Título é tudo

A primeira coisa que o Google lê é o título da sua publicação. Por isso, tenha em mente quais palavras-chave você quer destacar no seu texto e as coloque mais à esquerda do título. Se você vai escrever uma postagem sobre “água da chuva”, tente, ao máximo, colocar esse termo no ínicio do título.

2 – As imagens também são indexáveis

Tem gente que esquece, mas muitas buscas são feitas no Google Imagens. Assim, além do no próprio nome da imagem (foto.jpg), também preencha o campo de “alt text” que aparece na sua plataforma de publicação.

3 – Tudo no primeiro parágrafo

Eu gosto de dizer que o Google não curte muito surpresas. Se ele tiver que ler dois parágrafos para entender qual o assunto do seu post, pode ter certeza que não vai “gostar”. Assim, como em um texto jornalístico fale no primeiro parágrafo sobre seu assunto principal, bem como use as palavras-chave.

4 – Linkbuild

Essa é uma estratégia muito importante para que seu site seja mais conhecido pelo Google. Consiste em troca de link entre seu site e outros sites da internet. Você pode e deve colocar links para outros sites que achar relevante às suas postagens. Mas isso tem que ser feito de maneira natural, o outro site curtiu sua postagem e fez um link para você. Caso contrário, o Google pode te penalizar se perceber que você está fazer um troca combinada.

5 – Conteúdo recorrente

Se você fala sempre de um assunto, o Google vai começar a entender que esse tópico é importante no seu blog/site. Com isso, ele vai aumentar sua relevância sobre esses temas, se você fala bastante de games, você vai começar a ter relevância nesse assunto, por exemplo.

6 – URL amigável

Sabia que em muitos dos casos, pode-se criar um título X e um URL Y? Você criou um título bacana para otimizar e ainda dar um charme editorial, mas na hora de ver a URL, ela não ficou o que você queria. Dessa maneira, você pode colocar só palavras-chave.

Exemplo:
Ruim – www.amanhaeuteconto.com.br/arquivo/x33874
Melhor seria ter o título da matéria ou tema na URL:
www.amanhaeuteconto.com.br/6-dicas-rachel-zoe-vida-profissional/

Essas são dicas básicas para você começar a melhorar seu conteúdo para o Google! Quer saber mais? Tem dúvidas? Quer colocar em prática? Vai rolar curso de SEO – Otimização no resultado de busca no Espaço Criativo GWS!  Inscrições e mais informações: aqui!seo-otimizacao-capa

— ♥ —

assinatura_2017_livia-jacome


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/6-dicas-para-melhorar-seu-texto-para-o-google/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags:

Consumo: Um ato social ou futilidade? E pra onde vamos em tempos tão inconstantes

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Para muitas pessoas o consumo se tornou um dos maiores vilões do mundo contemporâneo. É muito comum escutarmos falar que parte das crises ambientais e sociais são consequências do chamado “consumismo” e que está nas mãos de nós, consumidores e consumidoras, parte da solução para os problemas que estamos vivendo. O incompatível nisso tudo é que quando ocorrem crises econômicas, somos chamadas para consumir mais para tentar “salvar” a economia, já perceberam?

henn kim

(Ilustração: Henn Kim)

No entanto, pouco se fala nos impactos gerados pela produção em si. Na visão moralista da relação produção – consumo, aqueles que produzem estão “salvos”, pois produzir é trabalhar e trabalhar é um ato digno, já o consumo estaria mais relacionado com futilidade e a pessoas desconectadas da realidade. Mas o consumo é um ato social. Consumimos para nos relacionar, para nos diferenciar, para nos aproximar ou afastar de determinados grupos e comportamentos.

Consumir não significa somente comprar. Consumir está diretamente ligado às nossas práticas diárias e nem sempre passa pelo ato de comprar. Fazendo reflexões desse tipo podemos colocar o consumo num outro lugar. As novas práticas de consumo que têm (re)surgido, como a colaboração e o compartilhamento, por exemplo, estão aí para mostrar que o consumo pode sim ser um atalho para a mudança social e econômica que se faz cada vez mais necessária no mundo em que vivemos e com isso, ainda temos a oportunidade de restabelecer vínculos sociais e recriar comunidades.

Repensar o consumo e reconhecer suas funções sociais, observar as novas formas de consumir que estão aparecendo pelo mundo todo, atribuir um novo significado a produção e as relações de trabalho através de movimentos como a colaboração e o compartilhamento, são alguns dos temas que serão tratados no curso “Novos Paradigmas do Consumo”, que vai acontecer no Espaço Criativo GWS. Vamos fornecer ferramentas para a compreensão das mudanças sociais e comportamentais que nos trouxeram até este momento e para a identificação e decodificação das manifestações culturais que estão se formando a partir dessas transformações.

novos-paradigmas-de-consumo-elis-vasconcelos-2-gws

 

Vamos refletir e trocar ideias sobre como indivíduos, marcas e empresas dos mais diversos segmentos podem se posicionar num momento em que tudo parece inconstante. Iremos conversar também sobre a chamada “nova economia”, novas formas de consumo, valor compartilhado, entre outros assuntos que estão ganhando cada vez mais visibilidade no mercado e nas relações sociais.

— ♥ —

assinatura_elis-vasconcellos


Warning: file_get_contents(http://graph.facebook.com/comments?id=http://www.gwsmag.com/consumo-um-ato-social-ou-futilidade-e-pra-onde-vamos-em-tempos-tao-inconstantes/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 400 Bad Request in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/archive.php on line 63
Comentar

Tags: