Testei e conto pra vocês o que achei dos cremes faciais com efeito Blur!

Por Nuta Vasconcellos / nuta@gwsmag.com

Eu acho incrível como evoluímos quando o assunto é “base” e preparação para make na pele! Primeiro, as bases ficaram mais leves, depois veio o primer, aí os BB creams (e depois, quase todo o alfabeto) e agora, os cremes com efeito blur. Mas o que são os cremes com efeito blur? Uma espécie de photoshop da vida real, que reflete a luz e traz um efeito óptico instantâneo, alisando e uniformizando a pele. Essas micropartículas criam um efeito óptico desfocado, disfarçando o brilho, poros, linhas de expressão e rugas.

blur-mágico-pele

Bom, nesses últimos dois meses, eu pude testar dois produtos com essa tecnologia. Primeiro, o Effaclar BB Blur da La Roche-Posay que a minha dermatologista, Dra. Camila Petrilli me recomendou e depois o Blur Mágico Revitalift da L’Oreal, que eu recebi de presente da marca. Usei os dois de dia, de noite, com tempo frio e calor antes de dar minha opinião final aqui pra vocês, porque não acho legal receber ou comprar um produto hoje e já falar dele no dia seguinte! Eu gosto de saber a opinião das pessoas que realmente usaram os produtos na vida e testaram nas diferentes circunstâncias para saber se a coisa é realmente boa! Por isso às vezes demoro para falar sobre algum produto, ou às vezes nem entra post. No caso do efeito blur, como é uma novidade e eu pude testar dois no mesmo período, acho que vale falar. Bom, vamos parar de enrolação e vamos às minhas opiniões:

blur-mágico-pele-effaclar

LA ROCHE-POSAY EFFACLAR BB BLUR

O da La Roche-Posay funciona como um BB Cream. Esconde manchinhas, disfarça as olheiras, ilumina a pele do rosto e tem proteção solar. Junto disso, a tecnologia BLUR, com o efeito óptico instantâneo e o melhor: Controle da oleosidade por 9 horas.

Na primeira vez que eu passei, estranhei um pouco a textura mousse. Parecia que ia deixar minha pele super oleosa e também achei que criou um efeito “máscara” (tudo que a gente não quer em uma base e afins, né?). Confesso que os primeiros 20, 30 minutos usando eu não curti. Senti a pele opaca, não sei explicar. Mas depois que o creme “assenta” fica super, super natural (parece mesmo que você não tá usando nada), a cobertura é muito, muito levinha, e a cor é aquela “universal” (que uniformiza a tonalidade da pele) e funcionou bem na minha pele. E o melhor: Segura MESMO a oleosidade (encarei compras no SAARA com ele e foi de boa!). Também curti pra fazer exercícios ao ar livre, porque não escorre e tem protetor solar (FPS 24) na fórmula.

Perfeito para makes mais leves e também para usar como primer se você curte uma cobertura mais forte ou se a ocasião pede um make mais carregado. Super aprovei! A única desvantagem do Effaclar BB Blur é o preço salgadinho.

blur-mágico-pele-revitalift

REVITALIFT BLUR MÁGICO

Recebi da L’Oreal o mais novo lançamento da marca, o Blur Mágico Revitalift e já saí testando no mesmo dia! Mas afinal, o que é o Blur Mágico? É um creme com multibenefícios que promete reduzir instantaneamente a aparência de rugas, linhas finas de expressão, zonas de brilho e poros com um efeito “alisador”, tudo isso usando a tal da tecnologia óptica, com agentes difusores de luz, que preenchem de forma homogênea a pele.

Mas assim: O creme não é um hidratante, nem um primer, nem um BB cream. Por conta disso, achei a função dele meio “perdida”, mas a L’Oreal dá duas sugestões de uso: Como último passo da sua rotina de cuidados facial. Ou seja, depois de lavar, tonificar, hidratar e passar protetor solar só para dar aquele acabamento, ou como primer, para preparar a pele antes da maquiagem.

Ou seja, na minha modesta opinião, o blur mágico nada mais é do que um primer versão turbo. Nenhuma grande novidade. O produto deixa a pele mais lisinha logo depois de passar. Não vejo muito sentido em usar ele sozinho, já que ele não é hidratante, não tem cobertura de cor, nem é protetor solar, então, tenho usado como primer em makes mais pesadas. O lado bom: Ele não esfarela (coisa bem comum em outros primers), mas deixou minha pele oleosa. Resumindo, é um produto legal, mas eu não compraria achando que ele vai alisar as rugas e deixar a pele com cara de photoshop, compraria como um primer mesmo. No caso, eu prefiro o Effaclar BB Blur da La Roche-Posay que faz tudo que o blur mágico faz e mais um pouco. Mas pra quem curte primers, fica a dica: Vale experimentar!

Mas verdade seja dita, se eu tivesse que escolher apenas um produto, de todos esses que prometem a “pele perfeita” nacionais ou importados, eu escolheria o BB Cream L’Oreal! Já falei dele aqui no blog e em todas as redes sociais possíveis porque simplesmente, é MUITO amor.

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Nuta_2

Tags:


5 + 6 =


0 Comentários