Vamos falar de: Mad Max, masculinistas e falsa simetria

Por Girls With Style / gws@gwsmag.com

Por Pollyana Assumpção:

Muito foi dito sobre o estouro que foi a estreia do novo Mad Max nos cinemas. Mad Max foi um dos filmes que mais passava nas tardes da TV durante minha infância e adolescência e toda vez que pensava no filme me vinha a cabeça a música da Tina Turner. Vai ver a pequena feminista que morava em mim já preferia lembrar da personagem feminina do filme que do Mel Gibson. Mas de qualquer forma, li inúmeros “textões” discutindo sobre as questões feministas do filme. Isso me fez ficar morrendo de curiosidade sobre o novo Mad Max e comprei minha pipoca e fui pro cinema.

ista_5_feminismo-y-masculinismo

Cheguei lá e tirando o fato de que o filme é ótimo e eu adoro fogo, ação, tiro, porrada e bomba, eu não achei o filme feminista. Pra mim a coisa mais revolucionária que existe no filme é que ele ousou tratar seus protagonistas com igualdade, embora existam questões que tratem da exploração sexual de um grupo de mulheres, do empoderamento de um clã feminino e da diversidade de corpos dentro do filme, ainda assim não o vi como feminista. A história ainda colocava as mulheres em posição diferenciada dos homens. Mas esse post é para falar sobre outra coisa. Fiz essa introdução toda porque gostaria de falar sobre os masculinistas. Já ouviu falar desse grupo de rapazes? Os masculinistas foram os caras que começaram a reclamar do suposto feminismo em Mad Max e que levantaram essa bandeira tão forte que criaram um marketing sobre a questão, talvez arrastando muito mais mulheres ao cinema do que teria existido originalmente. Esses caras ficaram ofendidos pela existência de uma protagonista mulher forte, com história e objetivos e que não fosse apenas a mocinha salva pelo herói. Esses caras ficaram irritados porque a protagonista mulher cai na porrada com o protagonista homem em pé de igualdade. Esses caras pregam em grupos de internet e sites voltados para outros imbecis como eles que mulher é inferior e tem que ser maltratada mesmo pra se comportar como eles querem. Esses caras acreditam que as feministas estão destruindo os direitos dos homens. E como diria Leslie Knope na minha série feminista favorita, Parks and Recreation: men’s rights is nothing.

13124_10153162036815955_479998802774490234_n

Vamos falar sobre falsa simetria. Falsa simetria é aquilo que faz com que algumas coisas sejam ridículas: direitos dos homens, heterofobia, racismo reverso, magrofobia e todas essas coisas absurdas que os haters da internet gostam de falar que existe. E por que elas não existem? É muito simples, gente: grupos social e historicamente superiores que outros não sofrem pelo que são. Eles na real impõem o sofrimento alheio. Pessoas brancas nunca foram escravizadas e sofreram as consequências históricas de sua exploração que os colocou num buraco social difícil de sair até hoje. Heterossexuais não são expulsos de um lugar por mostrar afeto em público, nem são alvo de boicote porque as pessoas não gostam de propaganda de héteros no dia das namorados. Gente magra nunca teve medo de não passar numa entrevista de emprego porque os entrevistadores podem achar que são preguiçosos por causa da sua forma física. E definitivamente homens nunca foram oprimidos apenas por serem homens, nunca foram considerados inferiores que mulheres e nunca precisaram se preocupar com o tamanho das suas roupas ao andar na rua.

masculinistas

Na próxima vez que você estiver por aí e encontrar alguém reclamando de qualquer uma dessas coisas e cogitar concordar com ela, lembre-se do que é privilégio. Privilégio é aquilo que faz com que você esteja em uma situação mais confortável que a outra pessoa oprimida. E tudo o que masculinistas – ou mascus pros íntimos – querem, é manter de qualquer forma os seus privilégios enquanto classe opressora. Eles não querem ver o Mad Max tomando porrada da Imperatriz Furiosa, eles não querem ter uma chefe mulher ou uma colega de trabalho que tenha a mesma função e o mesmo salário que eles, porque pra eles, mulheres valem menos e deviam continuar na cozinha e os obedecendo como antes. Os masculinistas levam o machismo as últimas consequências apoiando, por exemplo, estupro corretivo para lésbicas, apoiando o extermínio de gays e pessoas trans. No discurso da grande maioria, a misoginia também vem de mãos dadas com o racismo e o preconceito de classes. Sejam atentas ao discurso dos homens que vocês conhecem. Os mascus se escondem onde você menos espera e às vezes por trás de uma piadinha machista que todo mundo acha normal, está tudo o que existe de mais podre no ser humano. Fiquemos atentas ao perigo e que ainda sejam feitos muitos filmes que chutem esses agressores diretamente no saco!

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura Pollyana

Tags:


8 + 4 =



Warning: file_get_contents(https://graph.facebook.com/?id=http://www.girlswithstyle.com.br/vamos-falar-de-mad-max-masculinistas-e-falsa-simetria/&summary=1): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/gwsmag/www/wp-content/themes/gws/comments.php on line 60

0 Comentários