Viajando pra Jamaica: Negril

Por Carol Guido / carol@gwsmag.com

Quem nunca ficou com vontade de conhecer a Jamaica depois de ver Jamaica Abaixo de Zero na sessão da tarde? Aquelas pessoas simpáticas, muito engraçadas, um lugar paradisíaco… Além de tudo é a terra de Bob Marley e adepta da filosofia: “No Problem”.

E eles levam isso ao pé da letra. Em qualquer lugar que você vá, se tiver preocupado com algo, vai ouvir de um local “Jamaica, no problem, moooooooon.”

Mas não vá pensando que a Jamaica vive de sonhos. Apesar do povo, beleza, riqueza cultural, o país sofre com uma economia ainda precária e agrícola, cidades mal estruturadas, recursos básicos mal distribuídos.

Sendo assim, o turismo é uma das atividades mais rentáveis desta, que é a maior ilha do Caribe, onde se fala inglês com o sotaque mais legal ever. (no problem, mooooon)

 

Sobre Negril

Negril é uma cidade super pequena, localizada na ponta oposta à Kingston (capital) da Ilha. O aeroporto mais próximo é o de Montego Bay, que fica a 1h15 de carro de Negril.

O lugar é simplesmente MARAVILHOSO. As praias, passeios, pôr do sol. Tudo imperdível.

Negril é uma cidade pra você descansar e aproveitar as férias.

Como eu contei neste post, fui parar lá por causa dos Hanson, então minha estadia foi rápida, mas vou contar tudo que sei.

 como-chegar

Como chegar

Tem duas rotas mais populares pra sair do Brasil e ir pra Jamaica: pelo Panamá e por Miami, nos EUA. Eu fui pela segunda opção, porque queria fazer compras e ir à Disney.

O vôo demora 9h até Miami e 1h45 de lá pra Montego.

Aeroporto de Montego Bay

Pequeno e com muita confusão de taxistas e todo tipo de gente te oferecendo todo transporte, troca de moeda, etc. Saia de lá já com o seu dinheiro trocado (em muitos lugares o dólar é aceito) e o transporte pro hotel acertado. Se precisar de ajuda, procure o balcão de informações oficial do aeroporto.

A melhor maneira de ir até o lugar que você vai ficar é um transfer do próprio hotel. Quando reservar o seu, entre em contato por email pra combinar tudo.

 montego

Hotel que fiquei em Montego Bay: Grandiosa Hotel

Lugar mega simples (MEGA), de 2 estrelas. Pontos positivos: Achei o staff muito atencioso, a comida do restaurante e welcome drink maravilhosos, e a vista linda. Pontos negativos: As instalações já estão meio velhas e o chuveiro não esquentava de jeito nenhum.

Mas pelo preço, pra ficar uma noite só. Achei que compensou.

 hotel-breezes

Hotel que fiquei em Negril: Breezes

Pesquisei muito e parece que este hotel não tem mais o mesmo nome, então não sei se tem mais a mesma estrutura, facilidades, etc. Agora chama Grand Lido. Mas vou falar de qualquer forma, pode ser útil.

Este hotel é do modelo All Inclusive, ou seja, você paga um valor pra se hospedar lá, e tem incluído diversas atividades (colônia de férias feelings) e todas as refeições, incluindo bebidas alcóolicas.

Eu aproveitei muito pra viver meus dias de princesa, comendo como se não houvesse amanhã, aprendendo esportes aquáticos (e não levando jeito em nenhum hahaha), bebendo minhas Red Stripe (cerveja mara de lá) e bons drinks ao som de Hanson ao vivo.

Êta viagem maravilhosa.

 esportes-aquatico

Esportes aquáticos

O hotel dava direito a fazer caiaque, vela, mergulho e passeio de barco com fundo de vidro. Fiz tudo obviamente. Caique me dei bem. Vela sou totalmente incapaz. Mergulho pensei que ia morrer porque o barulho de baixo do mar me parece que vai surgir uma baleia ou um tubarão a qualquer momento pra me devorar. Passeio de barco, nós fomos feitos um pro outro.

DSC_0039

DSC_0049

DSC_0064

DSC_0079

DSC_0074

DSC_0088

DSC_0096

DSC_0101

DSC_0142

Rick`s Cafe

Um dos pontos turísticos mais populares de Negril é o Rick`s Cafe. É um dos bares / restaurante / espaço pra shows mais irados que já fui.

Pra começar, o caminho de ida e volta de barco é espetacular. Parece que você está num filme, inclusive o pôr do sol da volta eu tenho certeza que veio de Rei Leão.

O lugar em si é lindo, as fotos falam por si.

Rola uma galera que pula da pedra direto na piscina que o mar forma em torno do Rick`s. São três estágios de pulo, e eu certamente só fui no mais light, mesmo assim morrendo de medo. hahaha

Mas quem não quiser não precisa se arriscar. Você pode ficar na piscina tomando seus bons drink, no deck comendo um petisco, ou assistindo o show com o pôr do sol ao fundo.

É muito legal, não dá pra deixar de ir.

O passeio de barco comprei a parte, direto com o pessoal do hotel.

 

Outros passeios

Como fiquei em função dos Hanson nos 4 dias, não vi nem metade das atrações da cidade. Mas aqui neste site tem um monte de lugares imperdíveis.

E aí, começando a considerar a Jamaica pra sua próxima viagem?

Curtiu o post? Que tal dar uma forcinha e ajudar a gente a divulgar o GWS? Dá um like, compartilha, um tuite também vale! :)

Ah, e pra saber mais do nosso universo encantado, é só seguir a gente nas redes sociais:

Instagram // Twitter // Facebook // Tumblr // Newsletter do GWS

assinatura-Carol_11

 

Tags:


9 + 1 =


0 Comentários